Bolsas de Wall Street fecham sem direção comum em atenção às declarações de Lighthizer e Powell

As Bolsas de Wall Street fecharam o pregão desta quarta-feira (27) sem assumir uma direção comum, reagindo às declarações de Powell sobre as políticas do Federal Reserve e de Lighthizer sobre as negociações com a China. A divulgação de indicadores econômicos muito abaixo do esperado também interferiu nas expectativas dos investidores, que adotaram uma postura de cautela frente às nuances do ambiente interno nos Estados Unidos.

O Dow Jones recuou 0,28%, aos 25.985 pontos, o S&P 500 declinou 0,05%, aos 2.792 pontos e o Nasdaq Composto ganhou 0,07%, aos 7.554 pontos. No setor bancário, Citigroup (+0,44%), Bank of America (+0,82%) e Wells Fargo (+0,63%) lideraram os ganhos da sessão.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

O Departamento de Comércio americano informou que, no mês de dezembro, o país registrou o maior déficit comercial de bens da história, somando US$79,5 bilhões, ao passo que as encomendas à indústria aumentaram apenas 0,1% entre o período de novembro e dezembro. Tais valores voltaram a emitir um alerta sobre a saúde do ciclo econômico dos EUA, evidenciando a existência de potenciais riscos à manutenção do crescimento.

Robert Lighthizer, o representante comercial do país, fez um depoimento à Câmara dos Representantes nesta quarta-feira, no qual expôs as dificuldades de alcançar um acordo com Pequim, afirmando que este é “o maior desafio comercial” já enfrentado por Washington. Ele ressaltou que as questões ligadas à tecnologia e à propriedade intelectual vão direcionar as negociações com os chineses, que ainda precisam realizar mudanças estruturais significativas para se alinhar às diretrizes internacionais.

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

Na Câmara dos Representantes, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, confirmou para este ano a conclusão do processo de enxugamento do portfólio de ativos do Banco Central e destacou que os detalhes da operação serão divulgados em breve. Segundo o gerente de hedge fund do Sibila Global Fund, Lorenzo Di Mattia, apesar da paciência do Fed quanto à futuras elevações de juros, a mudança nas políticas do Banco Central tem impulsionado as ações de instituições financeiras, sobretudo na valorização das Bolsas e na volatilidade dos Treasuries.