Desafios e oportunidades para investimentos em 2019

O ano de 2019 certamente trará grandes desafios aos investidores. De um lado, o ambiente interno se mostra mais favorável, com os fatores estruturais propícios ao crescimento, como Selic estável, inflação sob controle, grande capacidade ociosa nas empresas, mercado de trabalho aquecido, recuperação do crédito, etc.

De outro, o cenário externo será ainda mais incerto, com os receios sobre a desaceleração da economia global, a contração da demanda chinesa e as instabilidades no Reino Unido com as questões ligadas ao Brexit.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Os investidores precisarão estratégias para navegar nesse oceano de oportunidades, que pode parecer bem amistoso em um primeiro momento, mas exigirá condução forte devido às turbulências que podem sobrevir. Nesse contexto, o segredo será a diversificação dos pontos para alocação de recursos e a otimização da correlação dos ativos da carteira.

Na falta de tendências mais claras de rentabilidade e o custo de oportunidade menor com o CDI mais baixo, a gestão ativa e o bom gerenciamento de timing deverão entrar em cena para buscar a melhor performance em ambientes de alta previsibilidade.

Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

Os fundos multimercados, que investem em diferentes classes de ativos como juros, moedas e Bolsas, apresentam maior arcabouço de proteção de “drawdown” por trabalharem com carteiras mais flexíveis, que são reajustadas de acordo com o cenário, por isso, também se posicionam como uma boa alternativa para a rentabilidade.

Mesmo considerando os riscos econômicos do ambiente brasileiro, as diretrizes de gestão política voltadas à agenda de reformas continuarão a favorecer as alocações em renda variável, sobretudo, aos setores ligados ao crescimento doméstico, que devem alcançar posição de destaque nos próximos anos.

 Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou