Eleições nos EUA e cenário interno devem aumentar a volatilidade do Ibovespa

De olho nas movimentações da equipe de Jair Bolsonaro e à espera do resultado das eleições nos EUA para a renovação do congresso, o clima de cautela deve permanecer durante as operações de hoje, aumentando a volatilidade do Ibovespa. No pregão de ontem, o índice encerrou com um candle de reversão atingindo um volume médio de operações, o que sugere uma correção no curto prazo, mas sem alterar seu fluxo de alta, que tem como objetivo alcançar o topo dos 95 mil pontos.

O dólar, que ontem fechou em valorização, sendo cotado a R$3,75, está próximo de confirmar um padrão de reversão se conseguir romper a média móvel de 21 dias em queda. Como a divisa americana ainda tem um viés de alta no curto prazo e pelo volume de compra apresentado, há chances reais de ultrapassar a faixa de resistência e mostrar um repique nesse início de mês.

Exterior e Eleições Americanas

Em Wall Street, as Bolsas fecharam o pregão desta terça (06) apresentando um aumento fortemente influenciado pelas eleições de meio mandato no congresso americano e pela divulgação de balanços positivos dos setores industrial e de materiais básicos. O índice S&P 500 subiu 0,63%, o Dow Jones avançou 0,68% e o Nasdaq Composto, interrompendo sua trajetória de queda, teve alta de 0,64%, puxado principalmente pela Apple, que viu suas ações aumentarem 1,08%, após acumular queda de 8,57% nos últimos pregões.

Durante o dia de votação, a pesquisa boca de urna da CNN mostrou que para 70% dos entrevistados, Trump figura como o maior fator de motivação à participação popular nessas eleições. Destes, 25% afirmaram que votarão em apoio ao presidente e cerca de 40% pretendem votar contra. Tendo em vista que o voto é facultativo, o comparecimento em massa dos cidadãos mereceu destaque.

Mais de 50% do total de entrevistados disseram discordar das políticas de Trump e reiteraram preocupação em relação aos rumos que o país está tomando. Em contrapartida, aproximadamente 40% concordam com o trabalho do presidente e se mostraram apoiadores à continuidade da gestão. A expectativa é de que o resultado final seja divulgado ainda hoje.

Leia também:

Ibovespa tem queda impulsionada pela Petrobras e dólar fecha a R$3,75