Em clima de recuperação externa, ADRs brasileiros sobem em Wall Street

Após um encerramento conturbado nessa quinta-feira (11), as bolsas mundiais seguem em um dia de leve recuperação. Os principais benchmarks americanos sobem mais de 1%, mesmo diante da possibilidade do aumento de juros pelo Federal Reserve (Banco Central dos EUA) e os futuros de NY projetam sinais de melhora. O dólar, que fechou em alta no pregão de ontem, busca ganhos marginais nas operações de hoje, mesmo sofrendo com as fortes flutuações dos índices de Nova York, seguindo para fechar sua pior semana desde março desse ano.

Bolsa Internacionais

Os índices acionários europeus sobem cerca de 0,5% e acompanham com cautela a movimentação das bolsas americanas. O Euro opera em ligeira queda, sendo cotado a US$1,16, a libra tenta fechar em sua segunda semana de ganhos frente à desvalorização do dólar, sendo cotada a US$1,32, com a redução dos temores sobre as negociações do Brexit com a EU.

ADRs

No Brasil, devido ao feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida, a B3 não realizou operações, levando os investidores a concentrar esforços na movimentação dos ADRs de companhias brasileiras. Os ADRs do Itaú Unibanco (ITUBA) subiram cerca de 1,44%, Bradesco (BBDC4) aumentaram em 1,49% e Petrobrás (PETR4), chegando a alcançar a alta de 3%.

O destaque maior foi para as ações da Cemig (CMIG3, CMIG4), negociadas em Wall Street, que nessa manhã (12) dispararam cerca de 6,06%, atingindo a cotação de US$2,80. Esse cenário reflete não só o ambiente externo, mas também resulta do otimismo em relação à vantagem apresentada pelo candidato Romeu Zema nas eleições para governador.

Cenário Político

O candidato do partido NOVO saltou de 10% das intenções de votos para 42,73%, ficando em primeiro lugar como o mais votado para assumir a gestão do Palácio da Liberdade. Seu desempenho superou as expectativas, sobretudo em retirar do 2º turno o atual governador Fernando Pimentel (PT). Zema confirmou que pretende privatizar a Cemig e a Copasa, causando euforia nos investidores e empurrando o desempenho das estatais mineiras.

Leia também:

Pânico em Wall Street faz dólar subir e Ibovespa recuar

Dólar oscila em queda e Ibovespa sobe após divulgação da XP/Ipese

A Bolsa ganhou mais de 110 mil novos investidores em 2018