Estatais em foco: investidores penalizam ações na Bolsa

Ontem (10), os investidores penalizaram as ações estatais na Bolsa, depois que o candidato favorito à presidência fez declarações que colocaram em xeque possíveis privatizações. A principal penalizada foi a Eletrobras, que inclusive já tem seu processo de privatização em tramitação no Congresso.

E Eu Com Isso?

A notícia foi negativa para as ações da Eletrobras (ELET3) que caíram 9,2 por cento ontem (10). Na esteira, as ações Petrobras (PETR4) caíram 2,9 por cento.

No entanto, o dia ontem foi bem negativo para os mercados mundiais, que tiveram um dia de venda generalizada derrubando ações e commodities.

As declarações de Bolsonaro criaram um ruído sobre possíveis privatizações. O candidato se colocou contra a privatização do “miolo” da Eletrobrás e da Petrobras, com argumento de que o errado na companhia é a ingerência estatal e não seria necessária a venda total, e também enfatizou a importância do setor de geração de energia para o país.

No entanto, isso não impede que diversos ativos detidos pelas empresas estatais sejam vendidos, preservando apenas o miolo. A relação do candidato com o mercado tem sido muito positiva.

Ao compasso que se posicionou a favor de diversas reformas, que inclusive já estão prontas para serem apresentadas – fato que é positivo.

Leia também:

Apesar da turbulência externa, esperamos um dia positivo para a Bolsa local

Trump critica Fed em aumento de juros e Nasdaq fecha com queda superior a 5%

Petrobras irá reduzir 0,9% no preço da gasolina nas refinarias