G20 – Acordo entre EUA e China impacta setor de commodities

Os EUA e a China anunciaram em meio às reuniões do G20 uma trégua na Guerra Comercial que travavam desde o começo do ano. Tal problema acabou até então reduzindo os ânimos dos mercados e afetando a economia, principalmente do país asiático. A trégua anunciada traz consigo uma nova injeção de ânimo aos mercados. O G20 também serviu para firmar um acordo entre Rússia e Arábia Saudita, que também é muito benéfico, principalmente para o preço do petróleo.

Nesta conjuntura, os setores de ações ligadas às commodities são os que mais se beneficiam, com destaque para o setor de mineração, siderurgia e petróleo, que terão um ótimo pregão.

E Eu Com Isso?

O panorama do começo da semana foi positivo para as ações como Vale (VALE3), Petrobras (PETR3 e PETR4) e também para as ações do setor de siderurgia como a Gerdau (GGBR4), Usiminas (USIM3 e USIM5) e CSN (CSNA3).

O mercado chinês se mostrava muito preocupado com a questão da Guerra Comercial com os EUA, que tem prejudicado a demanda por lá. Muitos setores sofreram, no entanto, um dos principais destaques negativos ficava por conta do minério de ferro, um combustível para economia chinesa ao passo que também serve como um termômetro para o nível de economia da China.

Na mesma esteira, o setor de siderurgia acabou sofrendo até mais que o de minério de ferro, principalmente em um ambiente com grandes preocupações com o excesso de oferta e também pela queda da lucratividade das usinas chinesas.