Ibovespa opera em alta refletindo as incertezas sobre a pandemia

O Ibovespa opera em alta nesta terça-feira (17), fazendo uma sessão volátil e repleta de incertezas quanto à eficácia das medidas adotadas para mitigar os impactos da pandemia.

Segundo informações divulgadas pelo Washington Post, Donald Trump está tentando aprovar no Congresso dos Estados Unidos um pacote para aplicar US$850 bilhões no combate ao vírus.

O presidente americano também admitiu que existe a possibilidade de o país entrar em recessão econômica devido aos impactos do coronavírus e à forte propagação da doença.

O fato renovou o sentimento de pânico nos mercados e aumentou a oscilação dos ativos de risco, sobretudo, as ações e commodities.

No Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou ontem à noite um pacote de medidas que preveem a aplicação de R$147,3 bilhões em ações emergenciais.

Deste total, cerca de R$83,4 bilhões serão destinados à antecipação do 13º salário aos aposentados e à transferência de valores não sacados do PIS/Pasep para o FGTS, visando permitir a realização de novos saques.

Além disso, o saldo do fundo DPVAT de R$4,5 bilhões será utilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para ampliação e reforço do atendimento.

Também serão aplicados R$59,4 bilhões para conceder às empresas o diferimento do prazo de pagamento do FGTS por 3 meses e será concedido o diferimento em igual período por parte da União no Simples.

Outro aspecto que está no foco das atenções é a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que foi iniciada hoje e terminará amanhã, com uma decisão sobre a taxa básica de juros.

Na B3, as companhias Marfrig (MRFG3), Weg (WEGE3), Pão de Açúcar (PCAR3), Grupo Natura (NTCO3) lideravam os ganhos da sessão.

Ás 12h15 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira avançava 5,28%, aos 74.922 pontos, com um volume financeiro de R$6,640 bilhões.