Índices de Wall Street fecham em alta pela 4ª vez consecutiva

Em Wall Street, as Bolsas fecharam o pregão desta quarta-feira (09) em alta, pela quarta vez consecutiva, operando a série mais longa de valorização desde setembro do ano passado. O otimismo em relação às negociações entre EUA e China e a indicação de que membros do Fed eram contrários ao aumento dos juros, foram os principais catalisadores do movimento.

Contudo, a continuidade da paralisação do governo americano, já sendo uma das mais longas da história, esfriou o entusiasmo e levou os índices a deixarem as máximas. Como o Congresso não atendeu a exigência do governo em relação à verba para construção do muro na fronteira com o México, Donald Trump declarou que poderá decretar estado nacional de emergência em algum momento.

Na sessão, o S&P 500 aumentou 0,41%, o Dow Jones subiu 0,39% e o Nasdaq Composto teve alta de 0,87%. Com destaque para os setores de energia (+1,50%), que acompanharam o salto do petróleo, de tecnologia da informação (+1,24%), que valorizou junto com as ações da Apple e Microsoft, e o industrial (+0,63%), que foi estimulado pelo otimismo em relação à guerra comercial. Como a rodada de negociações foi encerrada ontem, há boas perspectivas de que Washington e Pequim venham a estabelecer um acordo.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou