JPMorgan eleva JBS para compra, rebaixa Marfrig para neutra após balanços trimestrais

JPMorgan elevou as ações ON de JBS para compra e rebaixou as ações ON da Marfrig para neutra, após os balanços do segundo trimestre mostrarem realidades operacionais e financeiras divergentes para os dois maiores frigoríficos do país.

De acordo com relatório do analista Lucas Ferreira, o setor como um todo apresentou melhora das margens e há perspectiva positiva para o segundo semestre e para o ano que vem. No caso da JBS, ele considera que a geração de caixa e o fluxo de caixa livre ainda podem surpreender e leva em conta o múltiplo de 5,4 vezes EV/EBITDA – que se refere ao número de anos de caixa operacional necessários para comprar a companhia, barato diante dos pares. A melhor governança, o menor risco quanto ao preço do milho e a possibilidade de uma oferta pública inicial da sua subsidiária nos Estados Unidos, que pode destravar valor, são citados como destaques positivos para a elevação na recomendação do papel, para overweight.

No caso da Marfrig, a ação foi rebaixada após a forte alta de 15% no papel nos últimos 30 dias, contra queda de 4% do Ibovespa. Além disso, o fluxo de caixa livre no segundo trimestre não alcançou a estimativa do JPMorgan, tornando mais difícil atingir o prognóstico de R$1 bilhão a R$1,5 bilhão para o ano.