Queda das Estatais interrompe ciclo de alta da Ibovespa

As operações de hoje iniciaram em clima de forte tensão. O Senado rejeitou, por 34 votos a 18 (uma abstenção), o projeto de lei que propunha alterar as regras do setor elétrico e viabilizar a privatização de algumas distribuidoras da Eletrobras. Após a notícia, as ações das estatais desabaram, interrompendo o ciclo de alta da Ibovespa, que durante a sessão já apresentava desempenho negativo.

Às 11h48 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira operava em queda de 0,35%, a 85.417 pontos, as ações da Eletrobras (ELET6) recuavam de 4,31% e da Petrobras (PETR4) caíam 0,97%. Motivado pelo cenário político favorável à eleição de Jair Bolsonaro (PSL), o dólar comercial também registrava queda de 0,49%, sendo cotado a R$3,70 no mesmo horário.

Embora o referido projeto tenha sido arquivado, a expectativa é de que em uma possível vitória de Bolsonaro, a diretiva volte com mais força às pautas de discussão.

Cemig e Copasa também refletiram o cenário doméstico operando em queda após o candidato a governador Zema (NOVO) anunciar que alterou seus planos sobre privatização das estatais mineiras. Preterido para vencer as eleições, ele já havia se mostrado favorável ao mercado de privatização em diferentes áreas do governo, entretanto, voltou atrás e se posicionou contrário à medida em um primeiro momento. Ás 11:48, as ações da Cemig (CMIG4) registravam queda de 1,68% e da Copasa (CSMG3) recuavam 3,16%.

Leia também:

O cenário externo é de cautela com tendência negativa, diz Especialista da Levante

Clima internacional favorável e otimismo por Jair Bolsonaro pautam as expectativas para o pregão de hoje

Estatais disparam, Ibovespa permanece em alta e dólar frente ao cenário doméstico

Leave a Reply

Your email address will not be published.