Semana de alegria nos mercados

A semana começou com uma notícia muito positiva aos mercados, já que o Fed anunciou que adotará um tom mais dovish (ameno), ou seja, com menos aumentos de juros daqui para frente. Mas nem isso foi o suficiente para a Bovespa subir, já que passamos a segunda (7) por desentendimentos entre o governo e o presidente Bolsonaro.

No entanto, a terça registrou um sentimento positivo no mercado internacional, principalmente pelas notícias positivas quanto às negociações entre EUA e China. Outro fator que impulsionou a alta da Bolsa no dia 8 foi a posse dos presidentes de empresas estatais, como dos presidentes da Caixa, do Banco do Brasil e do BNDES, todos com perfil técnico e focados em redução no tamanho das estatais.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Seguindo nesse ritmo, a quarta-feira (9) teve uma intensa alta, com a Bovespa alcançando um novo recorde após subir 1,72%. A proposta de uma Reforma da Previdência mais robusta pelo governo seguiu empolgando o mercado.

Na quinta (10), os dados negativos sobre a economia chinesa, cuja inflação desacelerou muito mais do que o previsto em dezembro, fizeram com que o dia fosse de grandes oscilações nos mercados globais, inclusive por aqui. Para contrabalancear, os sinais dos EUA foram mais tranquilizadores. A ata do Fed (Banco Central norte-americano) veio em um tom mais ameno de que as próximas altas da taxa de juros seguirão um ritmo mais lento.

A semana vai terminando com o mercado eufórico. Na sexta (11), as principais notícias foram o dado positivo da inflação medida pelo IPCA (fechou 2018 em 3,75%, abaixo da meta) e a aprovação por Bolsonaro do acordo entre Embraer e Boing.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

E Eu Com Isso?

Com a exceção de segunda-feira (7), quando o Ibovespa caiu 0,15%, a Bolsa registrou uma semana positiva e de novos recordes. O ano de 2019 começou bem e promete ser de boas oportunidades para quem investe em ações.

Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou