Volume financeiro da B3 dispara em dezembro com melhora da perspectiva para a Bolsa brasileira

O volume financeiro médio diário do segmento de ações da B3 movimentou R$22,9 bilhões em dezembro, um aumento de 57,1% na base anual, apontando o aumento do apetite por ativos negociados na bolsa seguindo a perspectiva de retomada da economia do país e de manutenção de juros baixos por mais tempo.

Segundo relatório da B3 sobre dados operacionais do último mês, o número de investidores ativos foi de 1,690 milhão, aumento de 102,4% em relação ao ano anterior. Na comparação mensal, o aumento foi de 4,6%. Desde o final do ano passado, casas de análise de investimentos brasileiras apontam que o atual cenário para a economia do país deve atrair mais investidores para a bolsa em busca de maiores retornos que os investimentos indexados pela taxa básica de juros, a Selic, que se encontra no menor patamar histórico. Para o estrategista do UBS Wealth Management Ronaldo Patah, em entrevista à TC Mover no início do mês, a procura deve aumentar ainda mais com o retorno dos investidores estrangeiros ao longo do ano.

Também, no segmento de juros, moedas e mercadorias, a BM&F, a variação, foi anual foi de 74%, mas com queda de 18,9% entre novembro e dezembro, com receita por contrato média de R$1,560, disse a B3