PIB do agronegócio cresce 0,53% no primeiro semestre, diz Cepea

O PIB do agronegócio cresceu 0,53% no primeiro semestre na comparação com o mesmo período do ano passado, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) nesta quinta-feira (19).

O resultado foi obtido através de uma pesquisa realizada em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Os dados apontam que o setor bovino foi positivamente afetado em partes pelo surto de peste suína africana na China, que contribuiu para o aumento de preços e elevou a procura dos chineses por proteína em outros países.

“O principal impulso à renda do ramo pecuário tem sido o aumento dos preços, que, por sua vez, reflete sobretudo a demanda internacional mais aquecida pelos produtos pecuários brasileiros”, disse o órgão em comunicado

Na pecuária, insumos (+7,26%), agroindústria (+1,26%) e serviços (+0,65%) apresentaram ganhos, e compensaram uma queda de 2,04% acumulada pelo setor primário no período. O ramo agrícola recuou 7,1%.

De acordo com o Cepea, como o resultado do primeiro semestre foi positivo em cinco meses, a queda de 0,8% registrada pelo PIB do agronegócio em junho não afetou o indicador de forma significativa.