Dólar recua a R$4,07 com cenário de corte dos juros nos EUA

Reagindo à diferentes variáveis do exterior, o dólar comercial fechou em queda 0,78% contra o real brasileiro, sendo cotado a R$4,0770 na venda, fechando a semana com um recuo de 1,52%.

A divisa americana se firmou em território negativo após o pronunciamento do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, durante um evento na cidade de Zurique, o centro financeiro da Suíça.

Através de um discurso direto e tranquilo, Powell se comprometeu a auxiliar o crescimento econômico dos EUA e sinalizou para um possível corte na taxa básica de juros na próxima reunião, que acontecerá no final de setembro.

Mais cedo, o relatório de empregos norte-americano mostrou que a criação de novas vagas no mês de agosto ficou abaixo das previsões do mercado, o que também reforçou a necessidade de atuação do Fed na flexibilização monetária.

Na mesma linha, os contratos de juros futuros encerraram mistos, com as taxas de curto prazo anotando leve queda e as taxas de longo prazo apresentando variações positivas.

Com o cenário de afrouxamento da taxa Selic praticamente certo, os investidores de renda fixa seguiram retirando prêmio de risco dos ativos, embora as oscilações tenham sido moderadas em atenção ao exterior.

O DI fevereiro/2020 caiu para 5,27% (5,30% no ajuste anterior), o DI janeiro/2024 recuou para 6,76% (6,78% no ajuste anterior) e o DI julho/2026 saltou a 7,23% (7,14% no ajuste anterior).

Leave a Reply

Your email address will not be published.