Dólar recua a R$4,09 com disputa EUA-China no radar

O dólar comercial operava em baixa nesta quinta-feira (05), mantendo desde a abertura, a trajetória observada nos mercados do exterior.

A divisa americana tem apresentado o mesmo comportamento contra as demais moedas emergentes, seguindo a melhora do apetite ao risco gerado pelo alívio nas tensões comerciais entre Estados Unidos e China.

A notícia de que os dois países vão retomar as negociações no início de outubro soou como um afago de esperança para os investidores, depois de passar por semanas de turbulências no câmbio.

O governo chinês enviará negociadores a Washington para uma nova rodada de conversas e a expectativa é que eles consigam chegar a um consenso sobre os termos do acordo.

Ás 12h37 (horário de Brasília), o dólar comercial caía 0,29% contra o real brasileiro, sendo cotado a R$4,0920 na venda.

Na renda fixa, os contratos de juros futuros apresentavam um comportamento misto, rondando a estabilidade, em sinal de cautela.

Mesmo com o exterior positivo pressionando a queda do dólar, os agentes do mercado continuavam céticos quanto à resolução do impasse comercial no curto prazo.

O DI abril/2020 caía 0,66%, sendo negociado a 5,27% (5,30% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2023 declinava 1,22%, sendo vendido a 6,47% (6,56% no ajuste anterior).

Leave a Reply

Your email address will not be published.