Dólar recupera terreno em dia volátil; mercado de olho em reunião EUA-China

A alta no dólar tirava um pouco de fôlego das altas das bolsas europeias e dos futuros dos índices acionários americanos nesta terça-feira, sinal de que os investidores continuam tensos e à espera do resultado das conversas comerciais entre delegados da China e dos Estados Unidos. As empresas de tecnologia continuavam se recuperando no pregão europeu, mesmo apesar do alerta da coreana Samsung, que espera receitas bem abaixo das estimativas para o quarto trimestre.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Na Europa, o índice Stoxx600 segurava as pontas e se mantinha no azul, apesar dos números inesperadamente decepcionantes da produção industrial alemã divulgados hoje – e que deprimiram o euro. Já os contratos futuros dos índices Dow Jones Industrials e S&P500 apontavam para abertura em alta. Na Ásia, o pregão foi misto, com alta no Japão, desempenho oscilante em Hong Kong e recuo em Xangai. As taxas de juros dos Treasuries de dez anos ultrapassaram o nível dos 2,70% pela primeira vez em vários dias, em mais uma amostra do cenário volátil atual.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Isso reflete as preocupações dos investidores com uma lista de interrogações que vêm desde o ano passado assombrando os mercados: dados inconclusivos de atividade e emprego nos EUA, China e Europa, o viés de política monetária do Federal Reserve, os conflitos comerciais entre as maiores economias do mundo e a fragilidade financeira de alguns países emergentes. Hoje as reuniões entre funcionários americanos e chineses acontecem pelo segundo dia – mantendo a tensão do mercado relativamente alta. O presidente dos EUA, Donald Trump, deve falar na TV no horário nobre para informar como vão as negociações para acabar com a paralisação do governo – que se estende pela terceira semana.

Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

O pregão de hoje também pode ter extra volatilidade em antecipação à divulgação, amanhã, da ata da reunião de política monetária de 18 a 19 de dezembro do Fed, assim como dos discursos de seu presidente, Jerome Powell, e outros dirigentes da autarquia. A seguir o desempenho dos principais mercados globais às 06h50:

  • $USD: O índice DXY, que mede o desempenho do dólar americano ante seus pares, avançava 0,3%.
  • $USTY10: O rendimento dos Treasuries de dez anos subia pouco menos de 1 ponto-base, refletindo cautela.
  • $DJIA: O futuro do Dow Jones Industrials subia 0,5%, na esteira dos ganhos da véspera.
  • $VIX: A volatilidade, medida pelo índice VIX, recuava 3%.
  • $NKY: O índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou em alta de 0,83%.
  • $SHCOMP: O Xangai Composto recuou 0,26% à espera do resultado da reunião EUA-China.
  • $SXXP: O Stoxx600 ignorava os números alemães da indústria e avançava 0,64%.
  • $BRENT: O contrato para março para o petróleo Brent subia 0,40% a US$57,60, com otimismo pelas conversas EUA-China e sinais de oferta menor da commodity.
  • $IO62: O contrato contínuo do minério de ferro negociado em Dalian recuou 0,8% para 514 iuanes a tonelada.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou