Banco Central Europeu anuncia redução nas taxas de juros para -0,5%

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta quinta feira (12), um corte nas taxas de juros da região e aprovação de uma nova rodada de compras de títulos para estimular o crescimento da zona do euro e impedir uma queda nas expectativas de inflação.

A taxa de depósitos foi reduzida ao patamar de -0,5%, e a partir de novembro a instituição reiniciará a compra de títulos a um ritmo de 20 bilhões de euros por mês.

Além disso, o BCE também anunciou que os termos de seus empréstimos de longo prazo a bancos serão facilitados, a introduziu uma taxa de depósitos diferenciada para estimular as instituições financeiras.

O presidente do BCE, Mario Draghi, disse que a instituição espera que economia da zona do euro se mantenha frágil por algum tempo, o que explica a adoção da série de medidas de estímulo.

“As informações que temos apontam para uma fragilidade mais prolongada da economia da zona do euro, a persistência de riscos de queda e uma pressão inflacionária estável”, afirmou Draghi.

Os três principais fatores temor da economia da zona do euro são a queda da inflação da Alemanha, um possível Brexit sem acordo e a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, que impacta no crescimento global.

A taxa caiu de -0,4% para -0,5%. Analistas consultados pela Reuters estimavam uma redução de 10 pontos-base na taxa de depósito, uma taxa de depósito específica para apoiar os bancos, compra de títulos em 30 bilhões de euros por mês a partir de outubro e uma nova promessa de manter as taxas de juros baixas por mais tempo.