BC projeta déficit de US$ 36,3 bilhões nas transações em contas correntes em 2019

O Banco Central projetou nesta quinta feira (26), um déficit de US$ 36,3 bilhões nas transações correntes. Dados do Relatório Trimestral de Inflação (RTI) previam anteriormente um saldo negativo de US$ 19,3 bilhões.

Para 2020 o BC vê um déficit em transações correntes de US$ 38,9 bilhões, um pouco superior ao estimado para este ano.

O ajuste segue uma revisão positiva nas remessas de lucros e dividendos. A perspectiva é que essas remessas somem US$ 26,5 bilhões, contra US$ 17,5 bilhões estimados no relatório anterior, divulgado em junho.

Para as trocas comerciais o BC aponta para um superávit de US$ 43 bilhões na balança comercial, ante US$ 46 bilhões.

A instituição financeira também estimou um Investimento Direto no País (IDP) de US$ 75 bilhões em 2019, uma queda profunda frente aos US$ 90 bilhões do prognóstico anterior.

O BC também estimou uma queda na previsão para a balança comercial. Em junho era esperado um superávit de US$ 46 bilhões para 2019, valor que caiu, no documento divulgado nesta quinta-feira, para US$ 43 bilhões de saldo positivo.

“A redução do valor projetado para as exportações refletiu impactos de tensões comerciais e da desaceleração da economia Argentina, enquanto a diminuição das importações repercutiu a evolução do câmbio e a menor estimativa de operações de plataformas e equipamentos no âmbito do Repetro”, informou o BC.