Brasileiro vê melhora econômica em 2020, segundo levantamento da Anbina

Os efeitos da queda dos juros ao menor patamar histórico atrelado a aprovação da reforma da Previdência tem provocado nos brasileiros uma expectativa positiva quanto a melhora econômica brasileira este ano, embora o otimismo não esteja tão alto quanto no ano anterior.

Um recente levantamento da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) encomendado ao Datafolha, mostra que 62% dos entrevistados nutrem expectativas positivas para o rumo da economia local em 2020.

Em contrapartida, o otimismo é mais singelo do que o identificado em 2019, quando 74% disseram esperar por uma recuperação.

Embora o índice tenha contraído, parte da população que espera uma piora econômica em 2020 subiu de 14% para 21%.

Assim também cresceu o grupo dos que não estimam mudanças, passando de 12% para 17%.

Entre os homens das 3.433 pessoas economicamente ativas, inativas que possuem renda e aposentados, de 149 municípios pesquisadas, 66% acreditam na melhora econômica para 2020, ante 57% das mulheres.

Na região norte e centro-oeste, 71% dos entrevistados esperam bons resultados, seguidos do nordeste (62%), sudeste (61%) e sul (60%).

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.