Fitch Ratings aponta disputa entre EUA e China e Brexit como impasses para economia mundial

A Fitch Ratings apontou nesta terça feira (10), a constante escalada da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China e o vislumbre de um Brexit sem acordo como os principais impasses para o avanço da economia mundial.

Segundo a agência, um Brexit sem acordo levaria a uma “recessão significativa do Reino Unido” em 2020, e ainda acrescentou que as perspectivas de crescimento da zona do euro serão “substancialmente mais baixas” no caso de uma saída da União Europeia (UE) sem acordo.

Já em relação ao impasse entre as duas maiores potências do mundo, a Fitch disse que a taxa de crescimento da economia chinesa deverá cair para 6,1% em 2019 e 5,7% em 2020, em comparação com as previsões anteriores de 6,2% e 6,0%, respectivamente.

A agência afirmou que, de forma geral, os países da Ásia e da região do Pacífico estão estáveis em meio aos ricos globais crescentes. A única perspectiva negativa é para a região de Hong Kong, que foi rebaixada nos ratings na semana passada após meses de protestos.

Sobre os bancos centrais, a Fitch acredita ser provável que o Federal Reserve reduza a taxa de juros em mais 25 pontos-base e que, após isso, a deixe estável.

A Fitch completou sobre o Banco Central Europeu que prevê que a instituição deve anunciar uma nova e significativa flexibilização monetária em breve, incluindo o reinício das compras de ativos em outubro.