FMI reduz estimativas de crescimento da economia brasileira para 0,8%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu suas estimativas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2019 para 0,80%, segundo a atualização do relatório “World Economic Outlook”, divulgado nesta terça feira (23).

Em maio, o FMI já tinha diminuído as expectativas para 2,1%. Para 2020, as expectativas do FMI são de crescimento de 2,4% – abaixo dos 2,5% esperados em abril.

As previsões do FMI estão em linha com as do governo, que reduziu as expectativas para o crescimento do PIB este ano de 1,6% para 0,81%, e do Banco Central, que abaixou as estimativas de alta de 2% para 0,8%. A projeção de crescimento para 2020 permaneceu estável em 2,10%.

O FMI credita a diminuição como resultado de um ‘considerável enfraquecimento’ na confiança, conforme a tramitação da reforma da Previdência e outras reformas, e baixa demanda doméstica.