IPCA-15 avança 0,09% em julho, diz IBGE

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) cresceu 0,09% em julho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça feira (23).

O índice acumula alta de 2,42% no ano e, em 12 meses, de 3,27%, resultado abaixo dos 3,84% registrados nos 12 meses anteriores. Segundo o IBGE, em julho de 2018, a taxa havia sido de 0,64%.

As variações entre junho e julho dos nove grupos analisados foram de:

Alimentação e bebidas +0,03%
Habitação +0,43%
Artigos de residência -0,06%
Vestuário -0,19%
Transportes -0,44%
Saúde e cuidados pessoais +0,34%
Despesas pessoais +0,48%
Educação +0,12%
Comunicação +0,14%

O resulto do grupo Transportes, que registrou maior queda, foi influenciado pela redução nos preços dos combustíveis (-3%), especialmente da gasolina (-2,79%), que foi o impacto negativo mais intenso no índice do mês, -0,12 pontos percentuais.

Na outra ponta, Despesas Pessoais foi puxado por altas nos preços de alguns serviços, como cabeleireiro (0,82%), empregado doméstico (0,24%) e manicure (0,25%), e o resultado de excursão (4,47%), que havia apresentado queda de 1,08% no IPCA-15 de junho.

Regionalmente, apenas São Paulo (-0,06%) e Goiânia (-0,19%) apresentaram deflação no mês. Na capital de Goiás o recuo pode ser explicado em função da queda no preço da gasolina (-3,35%).