Resultados corporativos e balança comercial chinesa

Para fechar a semana dos resultados corporativos após uma sequência de dados importantes, os destaques são: Alpargatas (ALPA4), Ser Educacional (SEER3), M.Dias Branco (MDIA3) e Internacional Meal Company (MEAL3).

No continente asiático, a China viu suas exportações contraírem de 0,9% pelo terceiro mês consecutivo em outubro, frente a 2018.

Ainda de acordo com a alfândega, as exportações para os Estados Unidos recuaram apenas 16,2% em outubro, o que é bom, uma vez que no mês anterior a queda havia sido de 21,9%.

Sobre suas importações, o índice caiu pela sexta vez consecutiva, dessa vez a 6,4%.

No acumulado, a China contabilizou superávit comercial de US$ 42,81 bilhões em outubro, contra superávit de US$ 39,65 bilhões (setembro).

A sexta-feira caminha para ser mais cautelosa após tantas altas vistas na semana. Para começar, a balança da China mostrou queda de 6,4 por cento das importações em outubro (a estimativa era de -7,8 por cento), e baixa de 0,9 por cento das exportações (estimativa de -3,9 por cento), o que fez aumentar o superávit comercial. Ou seja, dá um alívio para a China negociar melhor com os EUA, o que aliás volta a ser o ponto de atenção. Depois de termos visto, ao longo da semana, o entusiasmo com o acordo para retirar as tarifas entre os dois países (porém, sem nada assinado), os países estão em um dia de impasse. Por um lado, a China afirma que tem um acordo mútuo para a retirada de tarifas, os EUA ainda enfrentam uma “feroz oposição”. Ninguém disse que seria fácil, seguimos acompanhando.

Por aqui, a polarização política está mais viva do que nunca. Após a decisão do STF de retomar o entendimento da Constituição, de que um réu só pode cumprir pena depois de esgotados todos os recursos, derrubando a condenação em segunda instância. Com isso, o pedido de soltura do ex-presidente Lula deve ser encaminhado hoje, ele por sua vez já prometeu voltar mais de esquerda do que nunca e fará um pronunciamento assim que estiver solto. Então, imagine só a tensão entre petistas e bolsonaristas nos próximos dias.

Por Glenda Ferreira – Especialista em Investimentos na Levante Ideias de Investimentos