Trump adia elevação de tarifas sobre importados chineses para 15 de outubro

O presidente Donald Trump disse nesta quinta-feira (12), que os Estados Unidos adiarão do dia 1 para o dia 15 de outubro tarifas de US$ 250 bilhões impostas sobre produtos importados da China. Segundo informou, este é um ‘’ato de boa vontade’’.

Trump afirmou que o adiamento ocorrerá “a pedido do vice-primeiro-ministro da China, Liu He, e devido ao fato de que a República Popular da China comemorará seu 70º aniversário”.

As tarifas aumentarão de 25% para 30% na nova data estipulada. Ontem, a China anunciou pela manhã que isentará por um ano 16 tipos de produtos da primeira rodada de tarifas extras impostas aos Estados Unidos, a partir do dia 17 de setembro.

A guerra comercial entre as maiores potências do mundo começou em maio de 2018 e, mesmo após várias tentativas, as negociações não prosperam.

Em maio, os países quase fecharam um acordo comercial, mas as negociações foram interrompidas. A equipe de Trump acusou o governo chinês de não cumprir com os compromissos acertados anteriormente.

O governo americano quer que a China acabe com práticas comerciais consideradas ‘’injustas’’, sobretudo a transferência forçada de tecnologia, subsídios em massa e roubo de propriedade intelectual.