ANP faz hoje 3º leilão do ano de mais cinco áreas do pré-sal que podem render R$ 7,85 bilhões

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) promove nesta quinta-feira (7) seu 3º leilão do ano, de mais cinco áreas do pré-sal, a fim de permitir a exploração e produção de petróleo e gás.

O evento terá início às 9h, em um hotel na zona oeste do Rio de Janeiro.

Na véspera, a ANP licitou dois dos quatro blocos ofertados sobre os excedentes da Cessão Onerosa e levantou R$69,96 bilhões.

Hoje acontece a 6ª Rodada de Licitações de Partilha de Produção, que leiloará os blocos de Aram, Bumerangue, Cruzeiro do Sul e Sudoeste de Sagitário na Bacia de Santos.

Além disso, o bloco Norte de Brava, único da lista localizado no pré-sal da Bacia de Campos, também será ofertado.

No total, 17 companhias estatais e privadas estão habilitadas para participar do certame, incluindo as brasileiras Petrobras e Enauta Energia.

Essa participação é considerada recorde para as rodadas de partilha em que o leilão e a contratação funcionam de forma específica, o que acontece por se tratarem de áreas do pré-sal. Nesse Regime de Partilha, o bônus de assinatura é fixo.

Cada empresa habilitada disputa os blocos através de lances que serão avaliados os excedentes em óleo partilhados com a União.

Dessa vez, o governo projeta arrecadação de R$ 7,850 bilhões em bônus de assinatura, caso todos os blocos sejam arrematados.