Após precificar com forte desconto, JHSF levanta R$513 milhões em oferta de ações

A JHSF, a incorporadora de projetos de alto padrão que lutou com alto endividamento em anos recentes, levantou pouco mais de R$513 milhões em uma oferta subsequente de ações concluída na noite de ontem, onde o desconto frente ao preço de tela foi alto para assegurar a demanda do investidor.

A companhia, que contratou os bancos BTG Pactual e Bradesco BBI para conduzir o processo, colocou 80 milhões de ações ON a R$4,75 cada, acrescendo o montante ofertado em 35% por meio de lote adicional. Segundo a companhia, os recursos serão usados para expansão no segmento de incorporações e de renda recorrente e para reforçar a estrutura de capital da companhia. O preço por ação na oferta veio com um desconto de 6,9% em relação ao último fechamento, indicando que o investidor queria uma margem de segurança na oferta caso o mercado demorasse a absorver a emissão: a JHSF tem 530 milhões de ações emitidas, das quais 140 milhões delas estão em circulação.

A oferta sinaliza o bom momento de captação para as incorporadoras, que, antes da JHSF, tinham feito seis ofertas e levantado quase R$3,8 bilhões neste ano somente. A ação ON da companhia, controlada pela família Auriemo, dispararam 13% e 1,78% no mês passado e no ano, respectivamente.