B3 (B3SA3) cresce 29,5% no mês de fevereiro em relação a 2018, com aumento de 30,7% no volume de contratos

A B3 divulgou nesta quarta-feira (13), após o fechamento dos mercados, o resultado operacional referente ao mês de fevereiro de 2019.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Os números vieram fortes, com destaque positivo para o volume negociado médio diário de 17 bilhões de reais no segmento Bovespa, um crescimento de 29,5 por cento em relação a fevereiro de 2018. No segmento BMF, o resultado também foi bastante positivo, com forte crescimento de 30,7 por cento no volume de contratos no mês em relação ao mesmo período de 2018.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

E Eu Com Isso?

Esperamos impacto positivo no preço das ações da B3 (B3SA3) no curto prazo.

Relatório Especial: Fundos Imobiliários

O volume negociado médio diário na Bovespa foi bastante forte em fevereiro, mesmo com a queda de 1,86 por cento no Ibovespa no período. O grande destaque foi a velocidade de turnover (negociabilidade) de 92,8 por cento no mês (75,7 por cento em 2018).

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Tudo indica que o resultado do primeiro trimestre de 2019 deverá a trajetória de crescimento. Quanto maior for o volume de negócios, maior é a receita da empresa, com diluição dos custos fixos e aumento da margem operacional: o chamado “resultado na veia” da B3.

E-book: Guia completo para investimento em renda fixa

O segmento Bovespa representou 31,4 por cento da receita líquida da B3 e o segmento BMF foi responsável por 24,8 por cento no quarto trimestre de 2018. O segmento Bovespa deverá ter maior participação da receita em 2019, principalmente com a retomada dos processos de abertura de capital.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio