Cyrela reverte prejuízo e lucra no 3º trimestre; geração de caixa chega a R$ 78 milhões

A Cyrela (CYRE3) reportou ontem um lucro líquido de R$ 104 milhões referente ao terceiro trimestre.

De acordo com a construtora, o resultado positivo foi amparado no crescimento da receita após salto em lançamentos e vendas.

O resultado superou em muito a média estimada por analistas do mercado (de R$ 76,5 milhões), conforme apontamentos da Refinitiv.

Anteriormente, segundo dados da companhia, a Cyrela havia amargado um prejuízo líquido R$ 121 milhões no terceiro trimestre de 2018.

Além de ter um resultado muito acima do esperado, os lançamentos da Cyrela no trimestre quase dobraram sobre 2018.

No 3T19, foram R$ 1,77 bilhão, paralelo às vendas contratadas que avançaram 70%, para R$ 1,07 bilhão.

Por outro lado, as entregas revelaram um crescimento muito expressivo de 92,5% e, com isso, chegou aos R$ 1,23 bilhão.

Houve ainda um salto de 10,2% no preço médio por metro quadrado dos lançamentos e 8% nas vendas.

Assim sendo, a receita líquida da Cyrela cresceu quase 30% no período (29%), para R$ 935 milhões.

A margem bruta, por sua vez, passou de 28,3% para 30,9% no comparativo do terceiro trimestre de 2018 para 2019.

Sobre a dívida líquida, a Cyrela reportou o montante de R$ 696 milhões, 47% mais que no trimestre anterior (2º).

Houve um aumento também na alavancagem medida por meio da relação dívida líquida sobre patrimônio líquido, de 8,3% para 12,7% na comparação anual.

Em seu release de resultados, a construtora ressaltou a aprovação da reforma da Previdência como um grande responsável por impulsionar o mercado acionário, assim como o setor de construção civil.

Ademais, “o setor comemorou notícias de redução nas taxas de financiamento à pessoa física pelas principais instituições bancárias do país“.

Este resultado publicado na véspera (7) marca ainda o 12º trimestre seguido de geração de caixa positiva (R$ 78 milhões).