Destaques corporativos: Caixa se prepara para IPO; Marfrig quita dívidas mais caras e juros

Nos destaques corporativos de hoje (20) o mercado vai monitorar as repercussões das decisões internas da Caixa Econômica Federal e da quitação de dívidas da Marfrig.

Em meio a preparação para a oferta pública de ações (IPO), prevista para março, o presidente da Caixa Seguridade, Marco Barros, deixará o cargo e vai ao conselho de administração da companhia, segundo apurou o Valor Econômico.

Com a mudança, o atual vice-presidente de atacado do banco, Eduardo Dacache assumirá e irá capitanear a abertura de capital.

Segundo o Valor, a leitura é que Barros fez um bom trabalho na costura das parcerias de seguros da Caixa.

Agora, Dacache deve dar uma direção mais comercial à operação. Os dois executivos vão participar do roadshow para o IPO.

Além disso, Júlio Volpp, atual vice-presidente de varejo, vai presidir a Caixa Cartões, que também abrirá seu capital em 2020.

Dando sequência às mudanças apuradas pelo Valor, o vice-presidente de fundos de governo, Paulo Angelo, assumirá a área de varejo.

As ações para reduzir o custo das dívidas em 2020 também colocam a gigante global Marfrig entre os destaques corporativos.

Após captar R$ 900 milhões em dezembro com a emissão de novas ações, a Marfrig Global Foods (MRFG3) resgatou antecipadamente um título de dívida mais caro.

Essa operação permitirá uma economia anual da ordem de US$ 35 milhões (aproximadamente R$ 145 milhões) em despesas com juros.

No total, a companhia que planeja retomar o pagamento de dividendos aos acionistas no Brasil, resgatou US$ 446 milhões em notes que venceriam em junho de 2023.

Com uma receita líquida contabilizada em mais de R$ 50 bilhões por ano, a Marfrig obtém grande parte das vendas e do lucro no mercado americano (+60%), seguido pelo Brasil (10%).