Eletrobras vai desaparecer ou virar uma corporação – diz Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que a falta de investimentos está minando o desempenho da Eletrobras (ELET3/ ELET6), já que, somente um terço dos recursos necessários estão sendo empregados em sua manutenção.

Durante um evento sobre saneamento, realizado no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Guedes explicou que a estatal precisa de R$16,5 bilhões todo ano para manter a sua posição no mercado.

“Hoje ela tem capacidade máxima de R$3,5 bilhões. Ela está condenada à morte, é questão de tempo, vai desaparecer ou vira uma corporação” – disse o ministro.

O projeto de privatização da companhia vem enfrentando forte resistência no Congresso, apesar de estar prevista na lista de empresas que participarão do programa de desestatização do governo federal.

Na proposta enviada à análise dos parlamentares, a equipe econômica sugeriu a diluição do controle da União com a venda das ações na Bolsa, deixando espaço para a entrada de particulares no capital, mas, sem permitir que uma só pessoa assuma o comando.

O referido projeto de lei deverá ser apreciado pela Câmara e pelo Senado no primeiro semestre de 2020.