Gerdau estrutura comitê de crise para superar queda nos negócios

A Gerdau (GGBR4) estruturou um comitê de crise para avaliar os impactos do coronavírus e elaborar planos de contingência para aplicar nos países em que atua.

Segundo a empresa, suas operações na Argentina e no Peru foram totalmente suspensas após os governos dos países vizinhos declararem situação de calamidade pública e estabelecerem quarentena para a população.

Nos Estados Unidos, as atividades da siderúrgica também estão paralisadadas, devido à contração na demanda do setor automotivo do país, após o surto do vírus.

No Brasil, a companhia ainda está produzindo parcialmente, porque nem todos os estados estabeleceram a situação de emergência e decretaram quarentena.

Contudo, as entregas dos clientes e o abastecimento às demais redes logísticas está sendo realizado normalmente, respeitando as leis de cada lugar, conforme destacou o comunicado da Gerdau.

Outras medidas também estão sendo tomadas, como o adiamento das iniciativas para o CAPEX 2020 e o desenvolvimento de projetos de investimento da siderúrgica.

Embora a atuação do comitê de crise seja decisiva para manter a saúde financeira e operacional da empresa, é importante lembrar que os bons resultados de 2019 vão contribuir para a superação deste momento de turbulências.

Na sessão de hoje, as ações ordinárias da Gerdau (GGBR3) subiam 3,94%, na cotação de R$7,92.