Gol prevê bom desempenho operacional e financeiro no 3T19 e estima EBITDA de 29% a 31%

A companhia aérea Gol (GOLL4) atualizou o investidor sobre algumas previsões de desempenho operacional e financeiro relacionados ao terceiro trimestre.

De acordo com a publicação, a companhia estima uma margem EBITDA de 29% a 31% no trimestre findo em setembro.

O saldo corresponde a um aumento frente ao trimestre findo em setembro do ano anterior, quando a Gol registrou 18,9%.

Ademais, sua receita unitária de passageiro (PRASK) esperada para o terceiro trimestre é maior em aproximadamente 20% na comparação anual.

No mesmo período, a receita unitária (RASK) deve crescer, aproximadamente, 19%.

A Gol também previu uma alta de cerca de 20% da receita unitária de passageiro (Prask) de julho a setembro, na comparação com igual etapa de 2018.

A companhia ainda estimou alta de 15% na linha de custos unitários ex-combustíveis no terceiro trimestre, no comparativo anual.

Além disso, a Gol projetou alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/Ebitda, de 2,9 vezes no trimestre.

A alavancagem financeira da Gol, medida pelo indicador Dívida Líquida4 /EBITDA UDM, foi aproximadamente 2,9 vezes no trimestre.

Por fim, a companhia aérea amortizou R$182 milhões de dívida no período e a liquidez total no final do trimestre está estimada em R$4,0 bilhões, razoavelmente acima dos R$3,7 bilhões registrados anteriormente, no terceiro trimestre de 2018.

Conforme o calendário da Gol, o resultado do desempenho operacional e financeiro relativo ao 3T19 está previsto para ser divulgado no último dia desse mês (31).

Leia mais:

Azul, Gol e Latam lucram R$ 194 mi no 2º trimestre, segundo a Anac