Indústria de celulose não será afetado pela pandemia – diz Suzano

Nas palavras do diretor-financeiro da Suzano (SUZB3), Marcelo Bacci, a indústria de celulose não será afetada pela pandemia e observará aumento na demanda neste período.

Isso porque, cerca de 60% de toda a celulose produzida pela companhia tem como destino abastecer o mercado global de papéis para fins sanitários.

“Não tivemos interrupções na produção e a geração de caixa continua normal” – disse o executivo, enfatizando que tal indústria está sendo muito demandada atualmente.

A administração da empresa tem acompanhado de perto a quarentena em algumas cidades e a situação de “lockdown”, fazendo esforços para manter o ritmo de produção e, ao mesmo tempo, respeitar as diretrizes das autoridades.

“A produção de celulose é uma atividade essencial neste momento e nosso papel é continuar atuando. Não podemos nos dar ao luxo de parar” – pontuou Bacci.

Ele explicou que internamente, a Suzano adotou diversas medidas preventivas contra a Covid-19, como alteração nas normas de circulação das pessoas dentro das fábricas e adoção de teletrabalho.

O escritório de São Paulo, por exemplo, está fechado há uma semana, as viagens nacionais e internacionais foram suspensas e os procedimentos de higiene foram reforçados nos locais de desempenho das atividades.