JBS reverte o prejuízo e lucra R$356,7 milhões no 3º trimestre

A JBS (JBSS3) divulgou os resultados corporativos mensurados no terceiro trimestre, reportando um lucro líquido de R$356,7 milhões.

Impulsionado pelo excelente momento de expansão do mercado americano, o frigorífico conseguiu reverter o prejuízo de R$133,5 milhões apurado no mesmo período de 2018.

As perdas contabilizadas no referido intervalo decorreram de um impacto bilionário na adesão da companhia ao Refis do Funrural.

E apesar de os balanços demonstrarem uma situação positiva, os números ficaram muito abaixo das projeções dos analistas, que apontavam para um lucro líquido superior a R$1 bilhão.

A receita líquida cresceu 5,6% de julho a setembro, totalizando R$52,2 bilhões, sendo que a previsão para a receita global ao final de 2019 é ultrapassar os R$200 bilhões.

No trimestre, a geração de caixa livre foi de R$3,7 bilhões, avançando cerca de 61,6% na comparação anual, o que permitiu à empresa reduzir o endividamento e antecipar pagamentos.

Inclusive, no relatório de desempenho publicado junto com as demonstrações contábeis, ficou destacada a redução de R$2,7 bilhões na dívida bruta, recuando os índices de alavancagem de 3,38 para 2,56 vezes nos últimos doze meses.

O Ebitda do período (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado por itens não recorrentes, atingiu a marca de R$5,9 bilhões, aumentando 33,6% em relação à 2018.

Segundo a JBS, os resultados foram bons devido à boa disponibilidade de gado nos Estados Unidos, pela demanda aquecida no mercado norte-americano e pelo aumento das vendas no Brasil, sobretudo, de sua marca Seara.