Lucro da Grendene tem desempenho 16,4% mais fraco no 4T19

O lucro da Grendene (GRND3) contraiu 16,4% no 4º trimestre de 2019, frente ao mesmo período do ano anterior, contabilizando R$ 210,1 milhões, conforme mostra o press release da companhia.

Com um recuo menos acentuado, de 10,1%, sua receita bruta chegou aos R$ 795 milhões. Além disso, o volume de calçados vendidos também contraiu (11,9%), para 49 milhões de pares.

A companhia, que possui 11 plantas industriais, reduziu vendas tanto no Brasil (8,2%, para 38,1 milhões de pares) quanto no exterior (22,6% para 10,9 milhões de pares).

Assim sendo, a receita bruta no mercado interno caiu 6,5%, para R$ 603,8 milhões; no exterior, o mesmo indicador recuou 19,7%, para R$ 191,2 milhões.

Em uma sequência de resultados que revelam um fraco desempenho para o período, a receita líquida da Grendene contraiu 10,3%, para R$ 665,7 milhões, enquanto os custos de produtos vendidos recuaram 10,8%, para R$ 328 milhões.

Suas despesas operacionais, por sua vez, encolheram 5%, para R$ 186,9 milhões e o lucro da Grendene antes de juros, impostos, depreciação e amortização, também conhecido como Ebitda, encerrou o período com R$ 178 milhões, após cair 8,5%.

Nos doze meses de 2019, a Grendene registrou quedas ainda mais acentuadas como no lucro líquido (-15,5%, para R$ 495 milhões), na receita líquida (-11,2%, para R$ 2,07 bilhões) e até mesmo para o Ebitda (-17,6%, para R$ 430,8 milhões).

Confira a apresentação separada para a audioconferência que ocorre na manhã desta sexta-feira, referente aos resultado do 4T19 e 2019.