Preço da gasolina sobe 3,5% nas refinarias da Petrobras alinhado com o mercado internacional

Após o petróleo registrar sua maior alta histórica nesta semana, a Petrobras decidiu elevar o preço da gasolina em 3,5%.

Na noite de segunda-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro falou em entrevista à RecordTV que a estatal não reajustaria os preços imediatamente após os ataques nas refinarias da Arábia Saudita.

A revisão, contudo, começou a valer a partir da zero hora de hoje (19), após a commodity oscilar até 20%.

Especula-se que a Petrobras, que mantém o preço da gasolina alinhado ao mercado internacional, tenha reajustado os valores no mercado interno após questionamentos do mercado sobre uma possível ingerência do governo.

A estatal se preocupa em demonstrar sua independência e que, desse modo, sua política de preços de combustíveis não está submetida a questões políticas, com o propósito de atrair investidores para adquirir suas refinarias.

Nos últimos dias, o petróleo tipo brent, comercializado na Europa, chegou a cair, mas não na mesma proporção da alta.