Receita líquida da Somos cai 7,5% no 1T e companhia contempla R$514 milhões

A Somos Educação informou ao mercado nesta quarta-feira (15), que a receita líquida da companhia atingiu R$514,9 milhões no primeiro trimestre, com redução de 7,5% ante o mesmo período do ano anterior.

Segundo a Somos, a queda nos lucros se deve a postergação da recompra dos livros didáticos. Já o lucro líquido ajustado totalizou R$45,5 milhões, aumento de 31,3% na mesma base comparativa.

Em relação ao lucro bruto, o montante foi de R$336,9 milhões, com uma margem bruta de 65%, e evoluções de 9,9% e 10 pontos percentuais, na comparação anual.

O consumo operacional de caixa foi de R$42 milhões, ante uma geração de R$110,8 milhões no mesmo trimestre do ano anterior. Ademais, a empresa também informou que em 31 de março, foi contabilizada uma dívida líquida de R$1.770,6 milhões, com incremento de 41,2% quando comparada com o 1T18.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Para o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), foram alcançados R$205,5 milhões entre janeiro e março, com margem de 40%, o que representa um crescimento de 22,8%.

Ao final do trimestre, a Somos possuía 1,4 milhão de alunos em contratos de longo prazo no ensino básico e 27 mil alunos no segmento primário. Na rede Red Balloon, havia 25,8 mil alunos matriculados em 125 unidades, uma redução de 6,3% frente ao 1T18.

Até 11h30, pelo menos, as ações da Somos (SEDU3) não estavam sendo negociadas no Ibovespa. No entanto, ontem os ativos encerraram a sessão estáveis precificados em R$24,54.