Resultado financeiro leva Rumo do prejuízo ao lucro no 2T19

A melhora do resultado financeiro da Rumo (RAIL3) tirou o resultado da empresa do vermelho e passou para o azul.

De acordo com a recente publicação, o lucro líquido do 2T19 foi de R$ 185 milhões, ante R$ 38 milhões.

O período foi marcado por altos e baixos operacionais, relatou a Rumo, mas salvo pela melhora do resultado financeiro.

A companhia, que tem o grupo Cosan (CSAN3) como principal acionista, anunciou também um resultado operacional de alta mais singela.

Segundo a Rumo, o salto foi de 1,9% (R$ 924 milhões) pelo critério do Ebitda. A margem, por sua vez, recuou 1 ponto percentual, para 53,5%.

Ademais, o volume transportado pela estrutura ferroviária foi de 14,4 bilhões de toneladas equivalentes (TKU), 7,1% maior.

Por um lado, o movimento foi beneficiado pela antecipação da safra de milho, diante de um cenário favorável “em função de uma safra recorde nacional, somada à expectativa de quebra da safra americana”, disse a Rumo em relatório.

Em contrapartida, o atraso nos embarques de soja causado pela queda no preço do produto no mercado internacional. “Com patamares de preços mais baixos para a soja, o produtor brasileiro optou por não exportar, aguardando pela recuperação do preço. Segundo projeções, o Brasil deve exportar 14 milhões de toneladas a menos do que em 2018”, afirmou a Rumo.

Assim sendo, o que realmente fez a diferença foi o resultado financeiro, negativo em 259 milhões, montante 48,2% inferior ao de igual etapa de 2018.

Outra redução revelada foi a dívida bancária da Rumo, refletindo pagamento menor de juros.

Para conferir o Release de Resultados na íntegra, basta clicar aqui. Sua teleconferência de resultados acontecerá na tarde de hoje.