Subsidiária da Gol faz oferta de R$300 milhões em títulos conversíveis para 2024

A Gol informou nesta quinta-feira (14), que sua subsidiária Gol Equity Finance realizou uma oferta de títulos conversíveis, no valor total de US$300 milhões, com vencimento em 2024. A ação é garantida pela Gol e pela Gol Linhas Aéreas S.A, e além disso a empresa pretende conceder aos subscritos destes bônus uma opção extra de compra de R$45 milhões.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Os titulares destas notas poderão permutá-las em American Depositary Shares (ADSs) com critérios exclusivos, sendo que cada uma poderá representar até duas ações preferenciais da Gol, caso verificadas determinadas condições. O pagamento poderá ser feito em dinheiro, ADSs, ou combinação de ambos.

Para quem não sabe, American Depositary Shares são certificados de ações, emitidos por bancos americanos com garantia implícita em títulos de valores mobiliários de empresas estrangeiras, que são negociados em dólares nas Bolsas de Valores dos Estados Unidos.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

Os recursos obtidos pela Gol Equity Finance com a emissão das notes será utilizado para a aquisição de determinados bônus de subscrição que serão emitidos pela Gol, e para pagar os custos de transações vinculadas à emissão. Além disso, emprestará o valor remanescente para a Gol e suas afiliadas.

A Gol ainda aprovará uma emissão de bônus de subscrição para os acionistas existentes, como parte de uma oferta de direitos de preferência, na data de fechamento da oferta das notes. A medida será destinada a acionistas que não sejam detentores de ADSs ou detentores de ações preferenciais de nacionalidade americana, em ambos os casos.

Relatório Especial: Fundos Imobiliários

Sobre o preço dos bônus, a emissora espera realizar operações privadas de derivativos, chamadas capped call, com alguns dos investidores das notes e/ou outras instruções financeiras, com as quais se espera compensar potencial diluição dos acionistas da Gol diante da permuta dos títulos e/ou pagamentos em dinheiro.

Enquanto faz a oferta das notes, os controladores da Gol pretendem emprestar até 14 milhões de ADSs, em uma oferta separada com registro na Securities and Exchange Commssion (SEC), para um dos investidores das notes – não identificado pela companhia. Ele informou à Gol que pretende vender estas ADSs emprestadas e usar a posição resultante para viabilizar uma operação privada de venda a descoberto de derivativos relacionada aos papeis.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada