Vale compra Ferrous Resources. Transação custará US$ 550 milhões à mineradora

A Vale, gigante da mineração, bateu o martelo em um acordo definitivo para aquisição da Ferrous Resources Limited (empresa que possui e opera minas de minério de ferro localizadas em proximidade às operações da Vale na região do Quadrilátero Ferrífero, citados no estado de Minas Gerais). A transação, de acordo com o comunicado oficial realizado pela própria empresa na manhã desta quinta-feira (6) ficou em US$ 550 milhões.

Para Fabio Schvartsman, o presidente da Vale, a compra da Ferrous é a exata resposta para a problemática de “aquisição sinérgica”. Logisticamente, a empresa adquirida tem a vantagem de se incorporar à infraestrutura que a Vale já dispõe. De acordo com o executivo, a nova aquisição irá incorporar quatro milhões de toneladas anuais de “pellet feed” (matéria-prima para a produção de pelotas) de excelente qualidade à produção da Vale.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Peter Poppinga, diretor-executivo de ferrosos e carvão da Vale, disse que a Ferrous ainda não produz “sinter feed” (partículas maiores que a pellet feed) e “pellet feed” na qualidade desejada pela Vale, mas destaca que será necessário um investimento muito singelo (de, aproximadamente, US$ 20 milhões) para transformar a produção (que hoje beira, em volume, três milhões) no volume de quatro milhões de toneladas anuais de “pellet feed” de altíssima qualidade, mencionado por Schvartsman.

Segundo Poppinga, atualmente há um déficit de 25 milhões de toneladas de pellet feed de alta qualidade no mercado. O executivo também pontuou em sua declaração que a sinergia das respectivas infraestruturas – que deve ser concluída somente em 2019 – será beneficiada em função da proximidade que existe entre a Ferrous e a mina de Fábrica da Vale com, dentre outras coisas, a redução de custos.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Outro ponto que minimizará os impactos da transação é que, de acordo com Schvartsman, a Ferrous já vende quase toda a sua produção para a Vale.

Essa transação ainda está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e, por isso, pode só ser concluída no ano que vem. Isso, contudo, não parece ser uma preocupação para o presidente da Vale. Schvartsman disse em uma coletiva de imprensa no Vale Day (em encontro de investidores da empresa realizado na Bolsa de Londres), que está confiante na aprovação do Cade referente a aquisição da Ferrous, após salientar que o impacto no mercado em decorrência dessa transação não provocará um grande alarde.

Relatório gratuito: Finanças Pessoais