Bolsonaro não auxiliará na entrada de estados e municípios na reforma

O presidente Jair Bolsonaro não se empenhará para que estados e municípios façam parte da reforma da Previdência. Segundo ele, não há motivos para lutar pelos governadores e acredita que os responsáveis interessados nas alterações das aposentadorias devem agir por conta própria.

A afirmação foi feita por Bolsonaro na última terça feira (18), em reunião com a bancada do Podemos. A fala vai no sentido aposto a articulação feita por Rodrigo Maia (DEM-RJ), que busca engajar o máximo de governadores possíveis, a fim de aumentar o número de deputados favoráveis a proposta.

Procurado pelo jornal Folha de S. Paulo, o líder do Podemos na Câmara, José Nelto (GO), confirmou o discurso de Bolsonaro. “Ele já sabe que com estados e municípios não aprova. E o presidente está preocupado com a reforma dele”, disse.