Pedido de liberdade de Lula deve começar a ser julgado nesta terça feira pelo STF

O Supremo Tribunal Federal deve começar a julgar ainda nesta terça feira (11) o pedido de liberdade do ex-presidente Lula apresentado pela defesa após o vazamento de conversas entre o ministro Sérgio Moro, ex-juiz da Lava Jato, e o procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol.

Lula está preso em Curitiba desde abril, condenado pela operação Lava Jato, após o caso ser julgado em primeira instância pelo então juiz Sérgio Moro.

As conversas, divulgadas pelo site The Intercept, apontam que Moro estava se envolvendo no caso de forma mais profunda do que o necessário, fazendo recomendações aos procuradores de como conduzir as investigações.

O The Intecept mostrou que a atuação conjunta e coordenada entre um juiz e o Ministério Público fere diretrizes de imparcialidade previstas na Constituição e no Código de Ética da Magistratura, além de desmentir as afirmações de que os acusados estavam sendo julgados com princípios de igualdade.

 A pauta da defesa questionará a decisão do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no processo do tríplex do Guarujá (SP), que levou a prisão de Lula.