Entenda a importância do gerenciamento de riscos no day trade

O gerenciamento de riscos faz parte da rotina de quem atua no mercado financeiro, afinal, quem investe também está exposto a perdas. Por isso, antes mesmo de começar a operar, é fundamental se planejar e tentar reduzir ao máximo essas possibilidades.

O day trade é o modo de atuação que mais expõe o trader aos riscos, já que, nessa proposta, a ideia central é aproveitar movimentos curtos e dinâmicos do mercado ao longo do dia. Naturalmente, os riscos são maiores, demandando um bom plano de gerenciamento.

A seguir, você vai entender melhor como lidar com as variações do mercado e administrar riscos e perdas no day trade. Confira as dicas!

Limite o número de ações simultâneas abertas

Você deve imaginar que o gerenciamento de riscos envolve complexos processos de análises e estudos, o que não deixa de ser verdade. Entretanto, um cuidado mais simples pode fazer toda a diferença: a atenção. Quanto mais ações abertas durante sua operação, menor será sua dedicação a cada uma delas.

É comum ao day trader trabalhar com várias operações simultâneas — a propósito, somente dessa forma, ele vai conseguir chegar a bons resultados e alcançar suas metas. Entretanto, ainda assim, é importante manter um limite que permita uma operação segura, com total dedicação a cada uma das ações.

Reduzir o número de ações simultâneas permite que o trader tenha um maior controle sobre suas responsabilidades naquele momento de operação. Assim, ele pode dar a devida atenção a cada um dos seus trabalhos abertos, mantendo o dinamismo da atuação.

Tenha estratégias de trading bem definidas

Por um momento, pense no day trade como um jogo de futebol, ou, até mesmo, de basquete. É preciso ter uma estratégia bem definida, pensando nas possibilidades e variações que acontecerão. Na hora de operar, o mesmo deve ser feito. Um plano de trading precisa de uma estratégia forte e com embasamento.

Simplesmente sentar à frente do computador e começar a operar não é atuar da forma mais adequada no day trade. O planejamento de estratégias é parte fundamental desse trabalho, garantindo que o investidor gerencie seus riscos, sabendo como se comportar diante de variações do mercado.

Ter um plano bem definido, com base em estudos e análises, vai permitir operar com segurança, sabendo encarar as variações do mercado, considerando riscos e avaliando as melhores maneiras de lidar com eles.

Estude o mercado e suas possibilidades

O mercado financeiro sofre com variações causadas por fatores de diversos tipos, influenciando diretamente no valor das ações. Um gerenciamento de riscos eficiente para o day trade precisa sempre entender qual o status atual do mercado, identificando como isso pode influenciar na sua operação.

O desempenho de uma empresa, por exemplo, pode fazer com que o valor de sua ação dispare ou despenque. Estudar o mercado é estar atento a todas essas possibilidades que, de algum modo, representem chances de variação nos preços, o que faz toda a diferença ao trader.

Quanto mais estável o mercado, menores as chances de risco. Entretanto, é importante se manter atualizado sobre finanças, sobre a economia do país e qualquer outro fator que interfira nas ações.

Vale lembrar também que movimentos de grandes investidores podem também afetar os preços dos ativos. Assim, quando um grande acionista resolve vender sua posição em determinado papel, isso pode pressionar para baixo a cotação do ativo, uma vez que ele “inunda” o mercado.

Com uma oferta mais alta do que a demanda, é natural que o preço da ação caia sem que isso signifique necessariamente que haja alguma notícia negativa para a empresa. E o contrário também é verdade: se um grande investidor que estiver montando posição em um papel, sua cotação tende a subir enquanto ele estiver comprando.

Portanto, é importante observar o livro de ofertas da ação para tentar detectar esses movimentos e definir qual é a estratégia que você vai adotar para eles.

Entenda o cenário macroeconômico

Os investimentos sempre estarão sob a influência de fatores externos. Não é só o desempenho de empresas que interfere no valor das ações, mas também uma série de outras questões de âmbito mais amplo. Ao tratar disso, podemos definir essa maior gama de fatores como o cenário macroeconômico.

Há uma série de questões que podem influenciar diretamente o comportamento das ações no mercado, então, é papel do trader saber exatamente o que pode causar oscilações. Faz parte do gerenciamento de riscos entender isso e estar atento ao que acontece no Brasil e no mundo.

Os índices são muito importantes: PIB, taxa Selic, inflação, taxa de juros e outros. Além disso, determinadas questões, como instabilidades políticas, escândalos de corrupção e, principalmente, os rumores e as especulações, podem fazer os preços caírem ou subirem.

Sendo assim, quem atua no day trade precisa estar atento às notícias e a tudo que o cerca em uma escala de grande alcance, já que tudo pode representar maiores riscos. Estar ciente disso é minimizar perdas, ou, até mesmo, identificá-las e preparar-se adequadamente.

Tenha um orçamento à parte para operar

Operar é se expor frequentemente aos riscos, então, é importante saber que sempre haverá dinheiro perdido, naturalmente. Sendo assim, o orçamento para a atuação de day trade precisa estar bem definido, contando com essas possibilidades, além de ser direcionado aos investimentos.

Sendo assim, o orçamento para a atuação de day trade precisa estar bem definido, contando com essas possibilidades, além de ser direcionado aos investimentos.

Alguns traders ainda caem no erro de usar, na operação, o dinheiro proveniente de suas finanças pessoais, aquele mesmo que têm para custear suas obrigações e aplicar em reservas financeiras. É preciso entender que o capital de investimentos deve ter um fundo à parte.

Esse cuidado maior evita perdas e desfalques que podem causar problemas graves. Sendo assim, faz parte do gerenciamento de riscos a definição de orçamentos totalmente voltados ao day trade. Na pior das hipóteses, se você perder todo esse dinheiro, isso não terá impacto nos seus compromissos.

Não se esqueça de que é preciso ter sempre uma reserva financeira para emergência, aplicada em investimentos de baixo risco. Ela é o seu “colchão de segurança” e vai dar a tranquilidade que você precisa para poder investir outra parcela dos seus recursos em aplicações de maior risco que ofereçam também chances de obter uma rentabilidade maior.

Seja disciplinado

Para quem opera em alta frequência, como é o caso do day trader, disciplina é fundamental, afinal, qualquer passo em falso significa prejuízo.

Assim, estabeleça uma rotina e aprimore-a ao longo do tempo. O ideal é começar seu dia bem cedo. Quando o mercado abrir, você já deve estar preparado, sabendo quais vão ser os seus movimentos naquele dia.

Comece o dia lendo as notícias. Não se restrinja aos jornais nacionais mais generalistas. Leia também o noticiário econômico especializado e sites de notícias estrangeiras. Veja alguns itens que devem ser sempre observados:

  • saiba o que aconteceu nos mercados internacionais, como fecharam as bolsas na Ásia e como estão os mercados na Europa e nos Estados Unidos;
  • veja como estão os mercados futuros;
  • verifique quais são os indicadores econômicos que devem ser divulgados ao longo do dia, o horário da divulgação e quais são as expectativas dos especialistas para eles;
  • acompanhe o calendário de divulgação de balanços das empresas e as projeções dos analistas de mercado para os resultados das companhias;
  • veja como está o fluxo de investimentos estrangeiros na bolsa de valores, uma vez que esse movimento indica a visão dos gringos sobre o mercado brasileiro e influencia a cotação dos ativos aqui;
  • veja se existe previsão de aprovação de leis ou decisões judiciais que possam impactar o mercado como um todo ou alguma empresa especificamente.

Controle o grau de exposição ao risco

Aqui, precisamos levar em conta diversos fatores distintos. O primeiro deles é saber qual o percentual do seu patrimônio financeiro total pode ser destinado ao day trade. Quanto maior for esse percentual, maior será a sua exposição total ao risco.

Para definir isso, leve em consideração o pior cenário e pense quanto você pode e está disposto a perder. Pode ser algo equivalente a 5% ou 10% do total dos seus recursos, dependendo do seu perfil de investidor.

Outro ponto é a exposição ao risco desses recursos que serão usados para day trade. Considere que os ativos não têm o mesmo nível de risco. Alguns papéis são mais voláteis do que outros, uns têm mais liquidez e outros menos. Tudo isso influencia no risco da operação.

Por fim, a definição de qual será o limite de perdas que você está disposto a ter também faz parte do gerenciamento de riscos. Sobre esse assunto, vamos tratar com mais detalhes abaixo. Confira!

Defina o seu stop loss

O trader sempre vai atuar amparado por ferramentas que otimizem sua operação, permitindo a ele ter recursos que facilitem a entrada e saída de posições, mantendo a dinâmica mesmo com mais de uma ação aberta simultaneamente.

Entre esses recursos, o stop loss é o amigo número 1 do trader no que diz respeito ao gerenciamento de riscos. Essa ferramenta funciona da seguinte forma: após definir suas estratégias e sua possibilidade de perda, o trader define um valor mínimo para que seja disparado um comando de saída de posição de uma ação.

Dessa forma, é possível ter um controle sobre o máximo aceito de perda em uma ação, evitando prejuízos ainda maiores, conseguindo-se manter, pelo menos, o valor de custo daquela operação. Isso tudo é feito previamente, programado para que a saída da posição aconteça automaticamente.

O gerenciamento de riscos é parte imprescindível do trabalho do trader, garantindo o controle sobre perdas e evitando prejuízos de grande proporção. Assim, é possível ir atrás das melhores oportunidades de modo mais seguro e estratégico.

Agora que você já sabe mais sobre esse importante assunto, entenda melhor como funciona uma plataforma de investimentos e conheça suas principais vantagens!

Fast Trade

Faça o download e conheça a plataforma Fast Trade. Treine, opere e atinja seus objetivos!

O Fast Trade é um dos principais terminais de negociação de ações e futuros no mercado brasileiro. A plataforma foi desenhada para ser uma ferramenta click-trading com agilidade e performance na execução dos negócios.

Nela, você pode testar sua performance com nosso simulador em tempo real. Todos os dias, receba o valor de R$100.000,00 para validar suas estratégias.

Vamos começar?