Entenda o que é índice de liquidez e como impacta os investimentos

Ter muito dinheiro em conta não significa necessariamente ter uma boa saúde financeira. Você conhece alguém ou alguma empresa que, mesmo com um bom salário ou dinheiro em caixa, ainda enfrenta problemas em cumprir com obrigações?

Esse fato pode ser explicado pelo índice de liquidez, indicador que diz muito sobre a atual situação financeira de pessoas ou empresas. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe a leitura!

Relatório gratuito: 7 passos para suas finanças ficarem no azul

O que é índice de liquidez?

O índice de liquidez é um indicador financeiro que pode ser aplicado tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas. Ele diz respeito à capacidade de quitar obrigações com terceiros, ou seja, transformar o patrimônio em dinheiro para honrar compromissos financeiros.

Para uma pessoa física, por exemplo, podemos dizer que ela tem boa liquidez quando há dinheiro na conta corrente de um banco. Na prática, isso significa que basta passar em algum caixa eletrônico para transformar aqueles números em dinheiro em espécie.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Por outro lado, se essa pessoa não possui dinheiro em sua conta bancária, mas tem vários imóveis como investimento, ela tem baixa liquidez. Isso ocorre porque transformar bens imóveis em dinheiro requer um tempo maior para o retorno.

Para pessoas jurídicas, o pensamento funciona da mesma forma. Uma empresa terá bom índice de liquidez se no balanço patrimonial ela dispuser de quantia suficiente para cobrir os passivos de curto prazo. Caso contrário, a empresa poderá enfrentar dificuldades para honrar seus compromissos.

Como calcular o índice de liquidez?

Não são necessárias muitas informações para calcular esse indicador. A fórmula consiste em dividir os ativos de curto prazo (dinheiro em caixa e de fácil acesso) pelos passivos de curto prazo (contas e despesas mensais).

Existem três resultados possíveis. Caso o índice de liquidez seja superior a um, isso significa que não haverá dificuldades em honrar os compromissos. Na hipótese de ser igual a um, os valores à disposição empatam com as obrigações. No último caso, sendo menor do que um, quitar todas as obrigações no curto prazo não será possível, portanto, representará um problema para as finanças.

Para exemplificar, vamos supor que você tenha em sua conta R$ 10.000 e suas obrigações de curto prazo somadas dão um valor total de R$ 8.500. O índice de liquidez nesse caso será de 1,18. Logo, existe uma folga financeira para cumprir com as obrigações.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Qual a importância do índice de liquidez no mercado de investimentos?

O índice de liquidez é um aspecto bastante importante no mercado de investimentos e afeta diretamente a rentabilidade das aplicações. Em títulos de renda fixa, por exemplo, quanto mais longo for o prazo de vencimento, maior será a rentabilidade oferecida.

Entretanto, investimentos de longo prazo não devem ser resgatados antes do vencimento e, por isso, oferecem baixíssima liquidez aos investidores. Portanto, é necessário balancear o dinheiro em caixa com os investimentos realizados. Dessa forma, é possível assegurar um bom índice de liquidez e ter a garantia de cumprir com os compromissos realizados.

Para que você tenha uma vida financeira saudável, é imprescindível ter uma melhor gestão das finanças. Não deixe de lado o índice de liquidez e balanceie suas economias e obrigações de maneira mais eficaz.

Quais os tipos de indicadores de liquidez existentes?

Existem diferentes tipos de indicadores de liquidez e a pessoa deve conhecer quais são, as características de cada um e as diferenças entre eles. Conhecendo esses indicadores, pode-se analisar a capacidade de pagamento da empresa, quando se compara com as obrigações diante de fornecedores e de funcionários. Também é importante para o investidor que pretende aplicar seu dinheiro considerando a possibilidade de retirada dos rendimentos antes de terminar o prazo do investimento.

A liquidez corrente

Trata-se da liquidez comum. Esse índice de liquidez mede a capacidade da empresa em cumprir com suas obrigações financeiras em curto prazo. Por isso, é um indicador muito usado para mensurar o potencial financeiro que determinado negócio tem para saldar suas dívidas.

O cálculo desse indicador se faz a partir do ativo circulante, que é tudo que pode ser convertido em dinheiro em um período curto. O ativo circulante envolve bens, mas também direitos: as contas a receber, as mercadorias, o dinheiro disponível em caixa e assim por diante. A fórmula é: liquidez corrente = ativo circulante / passivo circulante.

O passivo circulante é formado pela soma de todas as dívidas a curto prazo, como financiamentos, empréstimos, fornecedores, tributos. As informações relativas ao ativo circulante e ao passivo circulante podem ser obtidas por meio do Balanço Patrimonial.

Dependendo dos resultados, a análise feita varia:

  • maior que 1: o capital disponível é suficiente para liquidar as dívidas empresariais de curto prazo;
  • igual a 1: os direitos e as obrigações em curto prazo se equivalem;
  • menor que 1: o capital disponível não é suficiente para cobrir as obrigações de curto prazo.

A liquidez seca

É um índice utilizado para obter informações sobre o valor efetivo da liquidez. Apesar de ser muito semelhante à liquidez corrente, ela não é mostrada na fórmula de dados do estoque. Isso acontece porque o estoque envolve ativos que não estão relacionados ao patrimônio. Assim, o valor da liquidez seca será sempre igual ou menor ao da liquidez corrente.

A fórmula usada é: liquidez seca = (ativo circulante – estoques) / passivo circulante.

Empresas prestadoras de serviço ou de tecnologia, não apresentam a liquidez seca porque os estoques não chegam a ser significativos.

Vale lembrar que a empresa deve ser muito cuidadosa ao inserir o estoque como recurso disponível para liquidação das dívidas. Isso porque as vendas precisam se realizar para que o dinheiro efetivamente fique disponível.

A liquidez imediata

Esse índice de liquidez é usado para o pagamento das obrigações empresariais, mas considera somente o dinheiro em caixa, os saldos nas contas bancárias, as aplicações financeiras. Desconsidera, portanto, estoque, contas a receber e outros valores de entrada. Assim, é possível verificar situações de prazo muito curto. A fórmula para o cálculo é: liquidez imediata = recursos disponíveis / passivo circulante.

Com esse indicador, é possível conhecer qual o potencial da empresa em pagar suas obrigações em um prazo máximo de 90 dias. O dinheiro em caixa e tudo que pode ser transformado em dinheiro rapidamente são os valores considerados nesse cálculo. Não são incluídas as contas a receber

A liquidez geral

Esse indicador de liquidez é aplicado em períodos de médio e de curto prazo. Ele inclui na fórmula de cálculo os direitos e obrigações à frente de 12 meses, ou seja, vendas a prazo, empréstimos a pagar, aplicações de médio e longo prazo. A fórmula é: liquidez geral = (ativo circulante + realizável em longo prazo) / (passivo circulante + obrigações de longo prazo).

Os valores para calcular a liquidez geral também podem ser obtidos no Balanço Patrimonial. Usando esse indicador, a empresa pode mensurar sua própria capacidade antes de efetuar algum investimento. Ela analisa assim seu potencial em gerar renda.

O conhecimento de como usar e quais são os tipos de índice de liquidez permitem investir dinheiro com mais segurança e negociar dívidas com mais eficiência. Também ajuda a economizar e evitar ações muito arriscadas, como um empréstimo bancário muito elevado ou outra forma de alavancagem. As finanças precisam ser mantidas sob pleno controle.

Gostou do nosso artigo sobre índice de liquidez? Então, assine a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos do portal diretamente em seu e-mail!

Fast Trade

A Fast Trade é uma plataforma diferenciada, que oferece diversos recursos para melhorar os resultados de traders de diferentes perfis e tempo de atuação. Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes.

Veja alguns dos benefícios trazidos por essa plataforma:

  • simulador de investimentos;
  • estudos gráficos;
  • ferramentas de análises;
  • feed de dados mais utilizado no Brasil;
  • acompanhamento em tempo real;
  • tape reading;
  • cotações Internacionais (CFDs) e mais.

Agora que você já conhece alguns dos principais fatores presentes na vida de trader, pode entender melhor esse universo e melhorar o desempenho de seus negócios. Atuar no mercado financeiro exige dedicação, conhecimento e visão estratégica, sendo assim, é essencial se manter bem informado e atento.

Se quiser otimizar os resultados e aumentar seu repertório sobre o assunto, convidamos você a fazer o download da plataforma Fast Trade e começar a operar de forma rápida e segura.