Corretora de investimento ou banco: qual a melhor opção para mim?

Você tem costume de investir o seu dinheiro? Se sim, sabe bem que, nesse momento, podem surgir várias dúvidas, não é mesmo? São questionamentos a respeito do melhor tipo de aplicação, de qual é a mais indicada para o seu perfil de investidor, do prazo, dentre outros.

Mas, quando a dúvida é sobre o melhor lugar para investir seu dinheiro? É melhor deixá-lo no seu banco ou em uma corretora de investimentos? Se você ainda não sabe qual é o ideal para você, continue a leitura e descubra!

Por que é preciso escolher entre corretora de investimentos e banco?

Se você é uma pessoa preocupada com o futuro e deseja acumular patrimônio durante a vida, com certeza, não quer deixar o seu dinheiro parado na poupança, não é mesmo? A única saída para quem tem esse objetivo é correr atrás de produtos financeiros capazes de fazer o seu dinheiro se multiplicar de forma efetiva.

Nesse caso, escolher entre aplicar seu dinheiro no banco ou em alguma corretora de investimentos é fundamental, já que a oferta de produtos entre eles é bastante diferente. Além disso, existem diferenças em relação a preço, taxas e valores mínimos para aplicação, que devem ser levados em consideração na hora de fazer a sua escolha.

Quais são as diferenças entre eles?

Se você pretende aplicar o seu dinheiro, mas ainda não descobriu se é melhor investir em bancos ou corretoras de investimento, saiba que existem algumas diferenças primordiais entre as duas alternativas. A seguir, você confere um comparativo entre as principais distinções entre eles.

Rentabilidade

A rentabilidade líquida de um investimento é medida pelo retorno gerado pela taxa de juros, subtraída de todos os custos envolvidos, como taxas da instituição, desconto de Imposto de Renda e outros gastos.

Nos casos em que houver desconto de IR, não importa se você aplica seu dinheiro em um banco ou em uma corretora de investimentos, já que o único fator que influencia nesse caso é o tempo em que o dinheiro permaneceu aplicado.

Entretanto, existem outros custos que influenciam negativamente na rentabilidade líquida dos seus investimentos e podem ser evitados.

Para exemplificar, imagine que você tem R$300,00 para investir em ações, e seu banco cobra uma taxa de R$15,00 por ordem executada. Ou seja, apenas para comprar essas ações, R$15,00 do seu dinheiro já teria sido consumido, e você já começaria a investir com um “prejuízo” de 5%.

Além de já sair no prejuízo com os custos envolvidos, os bancos, na maioria das vezes, disponibilizam aplicações com taxas de juros bem menores do que as encontradas em uma corretora de investimentos.

Tipo de atendimento

Uma das grandes diferenças entre um banco tradicional e uma corretora de investimentos é o tipo de atendimento prestado aos clientes. No caso das instituições bancárias, apenas os clientes VIPs, que têm grandes quantidades de dinheiro, conseguem ter atendimento especializado.

No outro sentido, as corretoras disponibilizam auxílio profissional para todos os seus clientes. Geralmente, todas essas instituições têm analistas de investimentos dos mais variados ramos, desde os especialistas em renda fixa até produtos pouco difundidos da renda variável.

Além disso, todos os meses, as corretoras disponibilizam uma carteira recomendada por esses especialistas, artigos de blogs, minicursos e programas para que você possa aprender cada vez mais sobre o mercado financeiro e suas nuances.

Segurança

Quando o quesito é segurança, a verdade é que não existem muitas diferenças entre os bancos e as corretoras de investimento. Ambas as instituições são confiáveis, desde que estejam devidamente autorizadas pelo Banco Central.

Além disso, alguns investimentos disponibilizados por ambos oferecem a garantia do FGC, o Fundo Garantidor de Crédito, que assegura que você receberá o seu dinheiro investido (até R$ 250 mil por CPF) em caso de falência da instituição na qual você aplicou seu dinheiro.

Praticidade

Há alguns anos, investir era uma atividade restrita apenas aos grandes bancos, e todos nós sabemos como essas empresas funcionam: muita burocracia, pouca eficiência, custos altos e rentabilidades baixas.

Nitidamente, existia uma lacuna no mercado em tornar os investimentos uma prática simples e democrática. Pensando nisso, surgiram as corretoras de investimento. Hoje em dia, o ato de investir tornou-se extremamente simples. Para se ter uma ideia, por meio do seu smartphone, você é capaz de aplicar seu dinheiro em qualquer tipo de produto financeiro, inclusive em ações que antigamente eram muito difíceis de serem adquiridas.

Custos

Em qualquer área da vida, a concorrência causa influência nos preços, desde os produtos vendidos em supermercados ao preço da gasolina nas bombas de combustível. E no mercado financeiro, não seria diferente.

Ao optar por investir seu dinheiro em um banco tradicional, logicamente você não terá à disposição aplicações de outros bancos. Afinal, banco nenhum oferecerá aos seus clientes produtos financeiros da concorrência.

Nesse caso, portanto, o banco poderá elevar as taxas como quiser, já que as aplicações são da própria instituição. Além disso, poderá também oferecer menores rentabilidades, para aumentar mais ainda seu lucro.

No outro sentido, em uma corretora de investimentos, você encontrará produtos financeiros de vários bancos diferentes e poderá escolher livremente entre as melhores opções, com maiores rentabilidades e taxas mais atrativas para os seus objetivos.

Como saber qual é o melhor para você?

Para começo de conversa, os bancos tradicionais costumam restringir a oferta de bons produtos financeiros apenas aos clientes que têm valores altos para investir. Portanto, se esse não for o seu caso, deixar o dinheiro no banco não deve ser uma alternativa.

Além disso, os serviços prestados por esses bancos são extremamente precários, principalmente quando o assunto é investimento. Basta pensar em quantas vezes algum gerente bancário já tentou “empurrar” algum produto para você de baixa rentabilidade, apenas para conseguir atingir suas metas de venda.

Infelizmente, a tendência é que esse tipo de prática nunca mude, já que os bancos estão interessados apenas nos próprios lucros. Por sua vez, uma boa corretora de investimentos coloca o cliente acima de tudo e está sempre empenhada em fazer com que ele alcance bons retornos.

Prova disso é que qualquer corretora do mercado oferece produtos de dezenas de bancos, dando diversas alternativas de rentabilidade, prazos e taxas aos seus clientes. Por fim, uma corretora de investimentos oferece todo suporte, condições e segurança necessários para que você consiga aplicar seu dinheiro de forma totalmente eficaz.

Então, se você chegou até aqui, com certeza já percebeu que a maneira mais efetiva de aplicar as suas economias é por meio de uma corretora de investimentos. Nesse caso, comece a considerar as suas alternativas e evite deixar o seu dinheiro parado no banco, já que essa não é a melhor maneira de fazê-lo render.

Fast Trade

Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes – tendo assim diversos benefícios, como:

  • Simulador de Investimentos
  • Estudos Gráficos
  • Ferramentas de Análises
  • Feed de dados mais utilizado no Brasil
  • Acompanhamento em tempo real
  • Tape Reading
  • Cotações Internacionais (CFDs) e mais

Além disso, simule suas operações e teste suas estratégias todos os dias com R$100.000,00. Estamos habilitados em 13 corretoras no país, comece agora! Baixe gratuitamente!

Conseguiu entender todas as diferenças entre um banco e uma corretora de investimentos?