Você já ouviu falar em mercado de opções? Entenda o conceito!

O mercado de opções é uma alternativa a mais de operação para os traders. Ele oferece possibilidades interessantes para o futuro ao proteger os ativos das variações de preço. Entender mais sobre ele é fundamental para abrir o leque de atuação do profissional.

Este post mostra alguns dos principais aspectos que o trader deve conhecer sobre esse segmento. Veja como o mercado de opções proporciona benefícios e como é possível aproveitá-los na sua atuação profissional. Boa leitura!

O que é o mercado de opções?

O mercado financeiro sofre com as oscilações, o que influencia a volatilidade dos preços. Esse é um fator usado a favor das negociações, mas também pode ser prejudicial. As opções têm foco exatamente nesse aspecto ao proteger os ativos de variações e, assim, garantir um bom valor de compra ou venda futuros.

Nesse mercado, o trader atua na compra e na venda de contratos de opção. Ele obtém o direito de, em uma data futura prefixada, negociar o ativo por um preço determinado no momento do acordo.

Quais são seus benefícios?

A proteção contra a volatilidade é o principal benefício do mercado de opções. Afinal, o comprador garante que, mesmo que o preço varie, vai comprar a ação por um bom valor. A estratégia por trás dessas operações é simples e busca aproveitar o momento futuro.

Para isso, o profissional prevê um movimento de alta mais à frente. Assim, quando fecha um contrato de opção, ele tem a certeza de que, mesmo com a subida de preço, vai adquirir um ativo com um preço abaixo do normal.

Ao exercer a opção, o trader obtém uma vantagem porque a ação já está valorizada. Isso porque ele comprou com o preço antigo, inferior ao atual, e deve vender pelo valor do momento — o que garante o lucro da operação.

Assim, suponha que uma ação custe atualmente R$ 10, mas há a perspectiva de que daqui a um mês ela chegue a R$ 15. O contrato de opção é, então, fechado. Quando chegar a data de compra, mesmo que o ativo já tenha alcançado os R$ 15, o trader o compra a R$ 10 por ter fechado a opção previamente.

Como ele funciona na prática?

A operação no mercado de opções deve ser feita com base em estudos. O trader é capaz de fazer boas previsões quando analisa os ativos. Se ele se antecipa ao movimento de valorização, pode fechar contratos que rendam lucros futuros.

O mesmo raciocínio pode ser usado nas vendas: nesse caso, o profissional se protege de futuras quedas e oscilações. Para isso, ele pode vender por um valor mínimo (o mesmo da compra) e, dessa forma, evitar prejuízos — o que já é um ótimo negócio.

Quais as vantagens de investir nele?

O mercado de opções proporciona algumas vantagens importantes para o trader. É preciso conhecê-las para saber como se valer desses recursos. A seguir, entenda melhor as chances que esse tipo de investimento possibilita.

Agir em qualquer tendência

O mercado financeiro é marcado por tendências, seja de alta, seja de baixa. Entender esses movimentos é fundamental para que o profissional possa aproveitá-los ao fazer um contrato de opção.

Se a perspectiva é de alta, a opção garante a chance de comprar o ativo futuramente por um preço abaixo do valor de mercado. Quando o cenário é de queda, o trader se protege de prejuízos ao estabelecer um valor mínimo de venda para reduzir os impactos em suas finanças.

Exercer ou não a opção

Fechar um contrato de opção não é a garantia de que ele vá ser cumprido. O exercício é passível e, naturalmente, feito apenas se há realmente vantagem para, pelo menos, uma das partes.

Esse é um direito que o mercado de opções garante. A compra ou a venda podem ser concretizadas a qualquer momento após o contrato ser fechado ou na data estabelecida de vencimento.

Obter baixos custos de transação

Os custos de transação desse mercado são menores do que em outros. Isso garante a diversificação das atuações, com opções voltadas a diferentes ativos. Isso é muito vantajoso para quem faz um estudo amplo e verifica várias oportunidades.

Esse baixo custo também oferece a vantagem de atuar de modo a proteger o patrimônio e na busca de lucros ao mesmo tempo. Assim, o trader tem uma melhor gestão de riscos e uma perspectiva melhor.

Qual é a margem de garantia das aplicações?

As opções exigem margens de garantia na compra. Afinal, quem vende precisa ter algum retorno caso o direito não seja exercido. Dessa forma, em toda operação é necessário oferecer algo ao dono do ativo.

Essa garantia pode ser de diversos tipos: dinheiro, títulos públicos ou até ativos negociados na bolsa de valores. Nesse caso, o comprador tem uma pequena perda se não exercer a opção.

Em contrapartida, esse é um mecanismo que protege quem vende ao impedir que ele saia de mãos vazias, caso a compra não seja feita. Dessa forma, ele pode garantir ainda um prejuízo menor se o ativo não valorizar como o esperado.

O que observar quando começar a operar?

O mercado de opções é uma alternativa muito interessante para os traders. Ele permite operar em diferentes possibilidades e ainda proteger os investimentos. Entretanto, o bom desempenho depende de alguns fatores básicos fundamentais.

É preciso ter em mente que a especulação regula o mercado. Muitos ativos sofrem variação nos preços dessa forma, ainda que o fato originário não se concretize. Ao profissional, manter-se atento a essas perspectivas é essencial.

O acompanhamento do mercado deve ser constante para que seja possível entender os movimentos de alta e baixa. Ter uma leitura correta também viabiliza o investimento nas opções dos ativos certos, ou seja, aqueles que vão render bons lucros.

Então, para os traders, vale passar a considerar o mercado de opções como parte da atuação profissional daqui para a frente! Isso porque há boas chances de conseguir oportunidades concretas nesse segmento.

Quer ficar por dentro de mais dicas sobre o mercado financeiro? Então, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos relevantes diretamente no seu e-mail.