Bolsas da Europa fecham em queda com cenário geopolítico e dados da zona do euro

As principais Bolsas de valores da Europa fecharam o pregão desta quarta-feira (27) em queda, reagindo às tensões no cenário geopolítico e aos dados econômicos decepcionantes da zona do euro. Outra questão que também influenciou na derrocada dos índices foi o crescente temor sobre o Brexit, com Emmanuel Macron declarando que não aceitará o adiamento da saída do Reino Unido se não houver uma justificativa plausível para tal.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

O pan-europeu Stoxx 600 desvalorizou 0,28%, aos 372 pontos na sessão, interrompendo uma sequência positiva que havia elevado seu desempenho para os maiores níveis do ano. Na zona do euro, o índice de sentimento econômico, que contempla o setor corporativo e os consumidores, teve redução de 0,2%, passando para 106,1, atingindo o menor patamar desde novembro de 2016.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

O quadro geral da economia europeia tem despertado cautela nos investidores, sobretudo, após o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, afirmar que Itália, Grécia e Chipre estão mostrando “desequilíbrios econômicos excessivos”. O relatório da Comissão prevê que a dívida pública da Itália não deverá diminuir no curto prazo e o orçamento do país tem sido insuficiente para suprir as necessidades de recursos e assegurar o crescimento.

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

Em Londres, o FTSE 100 caiu 0,61%, aos 7.107 pontos, na segunda baixa consecutiva. A libra, que mantém correlação negativa com o índice, avançou e fechou cotada a US$1,33. As empresas Oilex (-8,20) e Vodafone (-2,20%) lideraram o ranking negativo do índice. Em Frankfurt, o DAX teve redução de 0,46%, aos 11.487 pontos. Novamente, entre as ações mais negociadas estavam Deutsche Bank (+1,99%), Aroundtown (-0,99%) e Deutsche Telekom (-0,10%).

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

Na Bolsa de Paris, o CAC 40 recuou 0,26%, aos 5.225 pontos, com a companhia Air France-KLM encerrando com perdas de 11,74% após o governo da Holanda divulgar que aumentou a sua participação nas ações da empresa para resguardar os interesses nacionais. Em Milão, o FTSE Mib operou no sentido contrário dos pares europeus e teve alta de 0,19%, aos 20.498 pontos. No setor bancário italiano, Intesa Sanpaolo subiu 2,65% e Banco BPM disparou 4,55%.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Cidade Índice

26/02

27/02

Toda a Europa Stoxx 600 +0,39% -0,28%
Frankfurt DAX +0,31% -0,46%
Londres FTSE 100 -0,45% -0,61%
 Paris CAC 40 +0,13% -0,26%
Milão FTSE Mib +0,11% +0,19%
Madri IBEX 35 +0,25% -0,17%
Bruxelas BEL 20 +0,48% -0,25%
Lisboa PSI 20 +0,21% -0,04%

Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso