Bolsas da Europa fecham sem rumo único com Brexit, Estados Unidos e China sob holofotes

As bolsas da Europa terminaram a sessão desta quarta feira (22), majoritariamente em queda, com mais um dia de tensões entre Estados Unidos e China e os reflexos do anúncio de Theresa May sobre o novo acordo para o Brexit que será apresentado ao parlamento britânico.

O índice pan-europeu Stoxx 600 teve queda de 0,07% e fechou o dia com 379,20 pontos. Em Londres, o FTSE 100 ganhou 0,07% e registrou 7.334,19 pontos e o francês CAC 40 marcou recuo de 0,12% a 5.378,98 pontos.

O FTSE Mib, de Milão, caiu 0,61%, e marcou 20.573,31 pontos. O espanhol Ibex 35, de Madri, caiu 0,07%, a 9.232,20 pontos, enquanto o PSI 20, em Lisboa, desceu 0,28%, com 5.108,06 pontos. Em Bruxelas, o BEL 20 teve baixa de 0,18% indo a 3.488,75 pontos e o DAX, em Frankfurt, subiu 0,21% a 12.168,74 pontos.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Em um novo capítulo da guerra comercial, a imprensa mundial repercutiu que o governo americano está estudando adicionar outras cinco empresas chinesas à ‘’lista negra’’ do Departamento do Comércio, a qual já faz parte a Huawei. Caso a medida se concretize, companhias dos EUA deverão pedir permissão para vender produtos às chinesas.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin disse que as autoridades americanas estavam trabalhando há cerca de 6 meses para chegar a um acordo com a China e as negociações estavam avançando. No entanto, agora os países caminham de forma bilateral, pois, segundo Mnuchin, “a China tomou um grande passo para trás nas negociações”.

Com estas pressões, o Ministério das Finanças da China informou o corte de impostos sobre os setores de software e circuitos integrados para fomentar seu desenvolvimento.

Na Inglaterra, os investidores não acreditam que o novo acordo que será apresentado pela primeira ministra Theresa May ao parlamento em junho será aprovado. Com isso, a libra voltou a ficar pressionada e atingiu as mínimas desde janeiro, o que favoreceu empresas exportadoras.

O chamado ‘’novo acordo’’ é praticamente o mesmo que já foi negado três vezes pelo Parlamento, salvo algumas mudanças acertadas com o Partido Trabalhista, que faz parte da oposição.

Cidade Índice 21/05 22/05
Toda a Europa Stoxx 600 +0,53% -0,07%
Frankfurt DAX +0,85% +0,21%
Londres FTSE 100 +0,25% +0,07%
Paris CAC 40 +0,50% -0,12%
Milão FTSE Mib +0,77% -0,61%
Madri IBEX 35 +0,43% -0,07%
Bruxelas BEL 20 +0,53% -0,18%
Lisboa PSI 20 +0,47% -0,28%