Com geração de caixa em alta, Marfrig acelera desalavancagem no exterior

Após captar R$900 milhões em dezembro em oferta de ações, a Marfrig resgatou antecipadamente um título de dívida em dólar mais caro, permitindo uma economia anual de quase R$150 milhões em despesas anuais com juros e reduzindo o custo e estoque das dívidas do segundo maior frigorifico brasileiro. A ação da companhia acumula alta de 21% no mês e de quase 100% nos últimos 12 meses.

Em fato relevante divulgado hoje de manhã, a Marfrig disse que concluiu a liquidação antecipada das notas sênior denominadas em dólar com remuneração de 8% ao ano e vencimento em 2023, utilizando recursos próprios. O valor total do resgate atingiu US$446 milhões. Os papéis eram dívida de maior custo e seu resgate antecipado permitirá à Marfrig reduzir o custo financeiro, melhorar a alocação de capital e aumentar sua disciplina financeira. O endividamento bruto da Marfrig totalizava US$4,6 bilhões no final do terceiro trimestre, equivalente a 2,43 vezes o EBITDA anual medido em dólares.