Mercados ensaiam rali após China anunciar remoção de sobretaxas com os EUA

Os futuros dos índice acionários dos Estados Unidos, as commodities e outros ativos de risco sobem acentuadamente na manhã desta quinta-feira depois que a China anunciou que há, em princípio, um acerto para a remoção gradual de sobretaxas entre os dois países – um passo importantíssimo para aliviar 18 meses de guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

Por volta das 05h30, os contratos futuros do Dow Jones subiam 120 pontos, ou 0,44%, apontando para uma abertura positiva. Os futuros do S&P500 e do Nasdaq Composite mostravam altas maiores; o dólar perdeu valor ante moedas pares e os rendimentos dos Treasuries de dez anos despencaram, em sinal de menor aversão ao risco. Os fundos de índices de ações emergentes apontam para ganhos e o petróleo avança, enquanto o ouro recua.

Fontes oficiais do governo da China citaram o porta-voz do Ministério de Comércio, Gao Feng, sobre a tentativa de acerto entre ambos os lados para cancelar gradual e simultaneamente algumas sobretaxas existentes sobre um montante proporcional de produtos, a fim de alcançar a fase I de um acordo comercial. Os mercados despencaram ontem após a Reuters News dizer que uma reunião entre os presidentes americano Donald Trump e chinês Xi Jinping seria adiada para dezembro – atrasando a chance dos dois líderes assinarem um acordo comercial provisório.

Os EUA e a China impuseram tarifas sobre bilhões de dólares em bens uns dos outros desde o primeiro semestre de 2018, atingindo os mercados financeiros e pisando o freio da economia global. O governo dos EUA ainda não confirmou o anúncio feito por Gao na madrugada de hoje.